Menu
20 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Brasil

Estratégia de proteção à criança com microcefalia é prorrogada por mais 90 dias

Recurso é aplicado na localização, no transporte, na hospedagem e nos exames do paciente

27 Out2016Da Agência Brasil12h05

Portaria dos ministérios da Saúde e do do Desenvolvimento Social e Agrário, publicada hoje (27) no Diário Oficial da União, prorroga por mais 90 dias o prazo da estratégia de busca ativa e de conclusão do diagnóstico de todos os bebês com suspeita de microcefalia no país.

A chamada Estratégia de Ação Rápida para o Fortalecimento da Atenção à Saúde e da Proteção Social de Crianças com Microcefalia garante o repasse de R$ 2,2 mil aos estados por cada caso notificado sob suspeita de microcefalia. O recurso é aplicado na localização, no transporte, na hospedagem e nos exames do paciente.

De acordo com o texto, os 90 dias de prorrogação passam a ser contados a partir de 31 de julho, prazo de vigência da ação até então. A estratégia, instituída em março deste ano, já havia sido prorrogada uma vez, por 60 dias, em junho. O prazo inicial proposto pelo governo era 31 de maio de 2016.

Ainda segundo a portaria, a decisão de prorrogar mais uma vez o prazo levou em conta a necessidade de esclarecer casos suspeitos de microcefalia notificados como em fase de investigação e garantir o acesso assistencial a exames, consultas e tratamentos especializados.

O governo também considerou aspectos como o acompanhamento do desenvolvimento e do crescimento da criança na atenção básica, numa tentativa de trazer “o conforto de um diagnóstico definitivo e uma atenção humanizada e continuada do cuidado em saúde e na assistência social, adequada às necessidades de cada criança e sua família”.

Estratégia

A proposta da estratégia é esclarecer, no mais curto prazo e na forma mais confortável para as crianças e suas famílias, o diagnóstico de todos os casos suspeitos de microcefalia, otimizando o uso da capacidade instalada disponível e orientando a continuidade da atenção à saúde de todas as crianças com diagnóstico confirmado ou excluído para a doença.

Veja Também

Clima Temperatura máxima de 29° na Capital Apesar da garoa no início do dia a temperatura deve se elevar
ONU testa drones para combater mosquitos nocivos no Brasil
Delatores são absolvidos em julgamento fechado
Incrições abertas para aulas de natação em Três Lagoas
Prefeitura decreta ponto facultativo no dia 30 de abril de 2018
MPF cobra fornecimento de água potável a comunidade indígena
Presídios de MS terão 1,1 mil vagas em cursos profissionalizantes para detentos
Vacinação sem escalonamento na Capital
Jornalistas de Rede MS homenageados na Câmara Municipal
Investimento na MS-156 diminui tempo da viagem pela metade