Menu
19 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Governo

Estado investe cerca de 700 mil em pesquisa na área da saúde

Foram aprovados 27 projetos envolvendo ações de pesquisa de várias instituições

19 Out2016Da redação17h50

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia (Fundect) publicou no dia 17 de outubro a relação de projetos aprovados e não aprovados referentes à chamada FUNDECT/DECIT-MS/CNPq/SES N° 03/2016 – PPSUS-MS.
 
O Edital do PPSUS é uma parceria entre Fundect, Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inovação (Sectei), Secretaria de Estado da Saúde (SES), Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) do Ministério da Saúde (MS), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e tem como objetivo conceder apoio financeiro a projetos de pesquisa que promovam o Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Área da Saúde (SUS) no Estado de Mato Grosso do Sul.
 
Na atual chamada foram analisadas 51 propostas e aprovados 27 projetos envolvendo ações de pesquisa de instituições como: UFMS, UEMS, UFGD, UDCB, Uniderp, Fiocruz e CPAP. O Edital significa um investimento de R$ 687.000,00 em pesquisa no campo da saúde, financiando projetos que buscam melhorar a qualidade de vida das pessoas.

“O fomento da ciência e tecnologia aplicado à Saúde Pública tem sido um importante instrumento de desenvolvimento social e econômico em nosso Estado. Por meio dessas ações podemos reduzir o hiato entre a gestão pública e a pesquisa acadêmica, convertendo a produção científica em iniciativas de prevenção e de controle dos problemas de saúde, como as recorrentes doenças emergentes que acometem a população dos países em desenvolvimento. Dessa forma, agregamos mais qualidade de vida e bem-estar à população”, afirma o presidente de Fundect, Marcelo Turine.

Veja Também