Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super banner TCE - Campanha Ouvidoria
Nova paralisação

Enfermagem da Santa Casa podem retomar paralisação

Categoria afirma que até o momento não recebeu nenhuma manifestação da Santa Casa

6 Out2016Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital17h59

Na sexta-feira, dia 7, os profissionais em enfermagem da Santa Casa de Campo Grande realizam assembleia, às 7h, em frente à entrada principal, para determinar sobre as próximas decisões da campanha salarial.

A categoria aguarda proposta formal do hospital sobre a negociação salarial. Como a Santa Casa não se manifestou até o prazo que havia prometido aos profissionais, a categoria pretende retomar a operação tartaruga instaurada na semana passada.

A primeira tentativa de negociação salarial aconteceu no dia 21/09, onde foi realizada uma  reunião entre o presidente e diretoria da Santa Casa, representantes do sindicato e um grupo de trabalhadores, além da proposta de 9,83% a partir de janeiro, o hospital apresentou nova proposta referente a um salário diferenciado ao técnico em enfermagem nível I. Ficou acordado que na terça-feira (05/10) o hospital apresentaria respostas concretas referentes a tudo o que foi discutido na reunião.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul (SIEMS), Lázaro Santana, disse que até o momento não foi recebido nenhuma manifestação da instituição patronal, por isso vamos realizar uma nova assembleia, nesta sexta-feira para conduzirmos novos encaminhamentos, e não vamos descartar uma nova possibilidade de paralisação.

Veja Também

Canditados já podem conferir se tiveram ou não isenção no Enem
Lei que dá desconto no IPTU a quem instalar câmeras é promulgada
Em Três Lagoas, artesãos serão cadastrados e receberão carteirinha
OAB-MS acionará CNJ contra obrigação de digitalizar processos
Vale Universidade Indígena convoca pré-habilitados para nova etapa
Governo premiará servidores que desenvolvem boas práticas no serviço público
Economia Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado Valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o microempreendedor individual
Moringa pode purificar a água e ainda combater a desnutrição pelo mundo
Secretário fala de ações do Estado para reforçar a segurança na fronteira
Mercado reduz pela quarta vez a projeção de crescimento da economia