Menu
16 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Segov - Campanha Entregas
Energisa

Câmara promove audiência sobre contas de energia

A reunião está marcada para a próxima quarta-feira e terá vereadores de todo o estado

17 Fev2019Da redação16h17

Diante de centenas de reclamações de consumidores que foram surpreendidos com as contas altas de energia elétrica, vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande continuam cobrando providências da Energisa. No dia 20 deste mês, a Casa de Leis sedia a audiência contra os aumentos tarifários expressivos nas contas, proposta pela Mesa Diretora. Já no dia 28 de fevereiro, o presidente da concessionária recebe grupo de parlamentares para prestar esclarecimentos.    

A mobilização do dia 20, marcada para as 14 horas, contará com a presença de vereadores de municípios do interior do Estado. O vereador Valdir Gomes lembra que é importante a participação da população. “Vamos mostrar nosso descontentamento contra esses abusos que estão solapando Campo Grande e todo Mato Grosso do Sul”, disse. 

A expectativa é contar com participação de 300 vereadores do interior. “Muitos presidentes de câmaras do interior já confirmaram presença, pois também querem respostas. Consumidores de várias cidades estão indignados com os valores das contas”, disse Jeovani Vieira, presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul. 

Os vereadores também já agendaram para o dia 28 de fevereiro reunião com o presidente da Energisa Marcelo Vinhaes Monteiro, segundo o vereador Prof. João Rocha, presidente da Câmara. “Iremos até o presidente da Energisa como representantes da população, que cobra respostas e não aceita esse aumento. Vamos buscar, primeiramente, o diálogo como forma de obter soluções o mais rápido possível”, disse o vereador Prof. João Rocha.     

Ainda no dia 25 de janeiro, a Câmara sediou reunião pública sobre o problema. Na data, o coordenador comercial da Energisa Jonas Ortiz esteve na Casa de Leis representando a concessionária, mas descartou irregularidades nos valores cobrados nas contas e disse que está sendo feita análise caso a caso. Ainda, justificou que o recorde de calor resultou no aumento do consumo de energia  e, consequentemente, nas altas constatadas nas contas.

As respostas não convenceram os vereadores e, por isso, a reunião foi agendada diretamente com o presidente da Energisa. “Ele não veio até a Câmara. Por isso, iremos até ele para cobrar informações mais claras e também soluções. São muitos casos, muitas denúncias de irregularidades e não podemos aceitar isso”, disse o presidente da Casa de Leis.   

Veja Também

Denúncias de discriminação racial diminuem 33,2% de 2017 para 2018
Projeto permite saque do FGTS para trabalhadores com diabetes
Domingo será claro com névoa seca no Estado
Aeroportos de MS receberão verba federal
Aprovado projeto que institui o cadastro de pessoas com deficiência
Comissão aprova instalação obrigatória de câmeras em vans escolares
Projeto determina limpeza anual de ar-condicionado em prédios públicos
Governo autoriza obras de recuperação da Avenida Presidente Vargas
TRE-MS faz cadastramento biométrico em Aral Moreira
Obras da Ernesto Geisel vão acabar com alagamentos