Menu
15 de outubro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campo Grande

Energisa retira ligações clandestinas em área invadida

Ação de combate ao furto foi a maior já realizada em Campo Grande, segundo a própria concessionária

11 Jul2019Da redação13h59

 A concessionária Energisa realizou a maior ação de combate ao furto de energia já realizado em Campo Grande, segundo a própria empresa. Foram mobilizadas mais de 150 pessoas no trabalho.

Com 70 equipes da concessionária e apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar, o desligamento da rede de energia aconteceu na área que fica ao lado do conjunto habitacional construído pela empresa mexicana Homex, que abandonou o empreendimento, em 2016.

Foram mapeados 80 pontos de conexão de energia que abasteciam, de forma irregular, 1.200 famílias. A operação visa garantir a segurança das famílias que vivem no local e proteger a rede de distribuição de energia que atende os clientes regulares do município.

Essas ligações consumiram em média 2203MWh/ano, o que equivale a R$ 1.085.770 milhões de reais/ano. O prejuízo também é sentido na arrecadação de ICMS no estado.

O gerente de Combate a Perdas, Ercilio Diniz Flores, explica que o desligamento da rede de energia foi necessário pelo risco de segurança às famílias. “O principal objetivo da operação é preservar a vida das pessoas. Tivemos vários focos de incêndios provocados por curto-circuito referentes as ligações clandestinas, transformadores queimados, e para evitar a gravidade da situação, tivemos que agir”.

Conforme a Resolução 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), as distribuidoras de energia só podem regularizar o fornecimento de energia em áreas invadidas com a permissão do poder concedente: Governo, Prefeitura Municipal ou Ministério Público.

Além de ser crime e gerar impacto nas tarifas de clientes regulares, as ligações clandestinas oferecem riscos à população já que podem ocasionar acidentes com choques elétricos, curtos-circuitos e incêndios, sobrecarregam e comprometem a confiabilidade da rede de distribuição de energia.

Vale lembrar que para denunciar casos de furto de energia, o cliente deve entrar em contato pelo 0800 722 7272.

Veja Também