Menu
23 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Três Lagoas

Em Três Lagoas somente em 2020 já foram registrados 52 trotes ao SAMU

A “brincadeira” prejudica a qualidade do Serviço e coloca a vida de pessoas que realmente precisam em risco

11 Jan2020Da redação15h48

Em 2019, a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192, mantido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, seguindo à risca os protocolos do Ministério da Saúde, por meio da Política Nacional de Atenção às Urgências, recebeu o total de 3.509 trotes de ligações telefônicas.

Graças à capacitação e experiência do pessoal do TARM – Técnico Auxiliar de Regulação Médica, desse total de trotes, apenas 10 foram consumados em 2019. Isso quer dizer que houve, por 10 vezes, deslocamento em vão da viatura e toda uma equipe de atendimento a urgências.

Em apenas 07 dias do ano de 2020, o SAMU já recebeu 52 trotes telefônicos. Nenhum deles foi consumado, evitando assim deslocamentos em vão, que muito prejudicam a qualidade do atendimento à população.

O profissional TARM da equipe do SAMU é o que atende à chamada telefônica do número 192 e que presta as primeiras orientações à pessoa que telefonou.

É esse profissional do SAMU 192 que registra as seguintes informações básicas: identificação de quem está falando; qual o tipo de ocorrência e a situação em que se encontra a vítima ou as vítimas; e qual o endereço (nome da rua, avenida, altura do número tal e ponto de referência, entre outras informações que facilitem a equipe a chegar mais rapidamente ao local).

Pelas informações iniciais e identificada a emergência, a vítima e sua localização, o TARM encaminha a ligação telefônica para o Médico Regulador de plantão. É ele que presta orientações à pessoa que ligou e a orienta de como proceder para ajudar a preservar a vida da vítima.

É baseado nessas primeiras informações que o Médico Regulador aciona a ambulância e a respectiva equipe para prestar socorro à vítima.

 

RESPONSABILIDADE É DE QUEM LIGA

Por isso, como tem orientado o coordenador do SAMU, enfermeiro Tiago Gioli Sertorio, as pessoas que ligam para o número 192, via telefone celular ou telefone fixo particular ou público, precisam, nessa hora, “ter conhecimento da responsabilidade que assumem para nos ajudar a melhorarmos sempre mais a qualidade dos atendimentos aos pedidos de socorro”, disse.

“Infelizmente, o pessoal da equipe TARM tem recebido ligações em que a pessoa não sabe informar sequer o endereço em que se encontra a vítima, nome, idade e o que aconteceu”, relatou o coordenador geral do SAMU.

Portanto, “é essencial que a pessoa que liga para o SAMU esteja próximo à vítima para ajudar no que precisa ser feito de imediato para salvar essa vida”, ressaltou o enfermeiro coordenador do SAMU.

O SAMU 192 de Três Lagoas é um serviço de atendimento gratuito à população, que funciona 24 horas, por meio de serviços de prestação de orientações e envio de ambulâncias, tripuladas por equipes de profissionais devidamente capacitados, que são acionadas por uma Central de Regulação das Urgências. São equipes constituídas por médicos, enfermeiros e enfermeiras, técnicos e técnicas de enfermagem e condutores socorristas.

As equipes também contam com a atuação de outro profissional, o “Rádio Operador”, responsável pelo deslocamento das viaturas. É ele que orienta os condutores socorristas para chegarem até à vítima, escolhendo o melhor e o mais rápido trajeto. “Por isso, é muito importante fornecer informações precisas do endereço onde está a vítima, incluindo pontos de referência”, completou Tiago.

Veja Também

Familiares denunciam tortura contra presos recapturados em Pedro Juan
Ação reduz turvamento das águas dos rios após chuvas
Agetran divulga pontos de interdição em vias de Campo Grande
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta quinta-feira
Saúde convoca hospitais privados para orientar sobre dengue
Consumo das famílias registra aumento
Mãe que aguardou meses a liberação do corpo da filha será indenizada
Hemosul entra em estado de emergência e convoca doadores
CCZ promove primeira feira de adoção de cães e gatos
Ensino médio integrado está com matrículas abertas em 17 cidades MS