Campo Grande •26 de Fevereiro de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Segunda, 9 de Janeiro de 2017 - 14h55Duas unidades são habilitadas para atenção à saúde mentalNovas unidades foram habilitadas junto ao Ministério da Saúde

(Foto: Divulgação)

O atendimento aos pacientes de saúde mental em Campo Grande foi ampliado, com habilitação de duas unidades junto ao Ministério da Saúde.  A partir deste mês, o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Vila Almeida e a Unidade de Acolhimento Adulto (UAA) -Pro dia nascer feliz- passam a contar com aporte financeiro do Governo Federal, em uma parceria eu garantirá  o que, melhorias nos serviços prestados.

A coordenadora de Saúde Mental da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Ana Carolina Guimarães,  explica que com a habilitação o Caps Vila Almeida passa a ter classificação III, o que garante  um repasse de R$ 86 mil por mês.

A unidade funciona 24 horas, incluindo feriados e finais de semana, e tem oito leitos para receber pacientes psiquiátricos em estado grave. O atendimento é feito por distrito e oferece serviços de atenção contínua,  disponibilizando retaguarda clínica e acolhimento noturno a outros serviços de saúde mental.

Acolhimento - A Unidade de Acolhimento Adulto (UAA) – Pro dia nascer feliz –  localizada na Rua Joaquim Murtinho, nº 1786,  Bairro Antônio Vendas, passa  a disponibilizar 15 leitos para tratamento intensivo de usuários de álcool e drogas.

A coordenadora  explica que a UAA é uma unidade residencial transitória onde os pacientes podem permanecer por até seis meses. Durante este período é feito um trabalho intensivo, visando principalmente à reabilitação social do paciente.

A habilitação garante um aporte de R$ 25 mil por mês do Ministério da Saúde e também uma contrapartida do Governo do Estado que ainda está em negociação.

Rede de atenção à saúde mental - O atendimento à saúde mental de Campo Grande é composto por seis Centros de Atendimento Psicossocial, sendo três Caps III, 1 Caps – Álcool e Drogas (AD) III, 1 Caps IJ (Infantojuvenil) e 1 Caps II.

Ao todo, o município oferece 44 vagas para acolhimento noturno, 15  na unidade de acolhimento e dez destinadas a moradores em estado de rua na residência terapêutica.

Veja Também
Colisão em rodovia deixa cinco mortos e um ferido
Carnaval de Portugal guarda origens da festa brasileira, com desfiles e animação
Carnaval: testes rápidos diagnosticam 15 casos de HIV em Salvador
Citação eletrônica de presos começa fase de testes em MS
Programa Cidade Digital está suspenso parcialmente no Carnaval
Defensoria Pública faz campanha contra abuso de crianças e adolescentes
Presidente da França rebate críticas de Donald Trump
Pós em Ensino em Saúde da UEMS abre vagas para aluno especial
No domingo de Carnaval, prefeito fiscaliza atendimento do Samu
Defensoria apura problemas na distribuição do passe do estaduante
Ótica Diniz
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento