Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Futuro

Detentos se formam em curso técnico de corretor de imóveis

No total, nove reeducandos concluíram curso, que teve carga horária de 1200 horas/aula

16 Mai2017Da redação13h22

Reeducandos do Instituto Penal de Campo Grande (IPCG) conquistaram o diploma do curso Técnico de Transações Imobiliárias (TTI), realizado pelo Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), por meio de parceria com a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen).

A solenidade oficial de entrega de certificados aconteceu na segunda-feira (15.5), no presídio, com a participação do diretor presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, e do reitor do IFMS, Luiz Simão Staszczak. Também participaram do evento familiares dos formandos.

No total, nove reeducandos concluíram o curso, cuja carga horária foi de 1200 horas/aula, divididas em quatro módulos, com duração de, aproximadamente, dois anos. A capacitação ocorreu na modalidade semipresencial, com aulas no período noturno e transmissão em tempo real por videoconferência de professores do campus do Paraná. Os custodiados também estudaram por meio de apostilas e aulas virtuais.  A tutoria presencial do curso foi realizada pelo agente penitenciário Clóvis Pereira, que é educador por formação.

De acordo com a coordenadora de Educação a Distância do IFMS, do campus Campo Grande, Jocimara Paiva Grillo, os alunos foram capacitados para assessorar ações de compra e transferência de imóveis, interpretar projetos e mapas, inscrever imóveis no cadastro de imobiliárias e tudo o que compete a um corretor de imóveis, profissão que poderão atuar quando conquistarem a liberdade. “Eles deverão buscar o diploma no Instituto Federal e depois retirar seu registro junto ao Creci [Conselho Regional de Corretores de Imóveis], podendo atuar, até mesmo, como autônomos”, explicou.

Essa foi a primeira turma de formandos do Instituto Federal em um presídio de Mato Grosso do Sul, segundo o reitor da instituição de ensino. Staszczak destacou a importância em garantir ensino técnico de qualidade e gratuito também junto à população carcerária. “Vejo como uma parceria extremamente positiva essa com a Agepen, um sucesso interinstitucional, que possibilitará novas oportunidades a essas pessoas, pois acreditamos na formação técnica como um meio de conquistar uma profissão para sustento próprio e de familiares”, ressaltou, informando que novos cursos estão sendo programados para ocorrer em várias unidades prisionais do Estado.

Em discurso, o diretor presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, falou da importância da educação no meio prisional que, aliada ao trabalho, corresponde a um dos principais mecanismos de reinserção social. “Hoje Mato Grosso do Sul é referência em trabalho prisional e estamos avançando também no campo da qualificação, temos essa importante parceria com o Instituto Federal, que nos possibilitará novas qualificações, e já solicitamos ao Depen [Departamento Penitenciário Nacional] 4 mil vagas em cursos profissionalizantes”, declarou.

Para o diretor do IPCG, Fúlvio Ramires, a certificação dos custodiados é um momento histórico para a unidade prisional, que construiu toda uma logística para possibilitar a realização do curso, já que ocorreu no período noturno, para garantir a transmissão ao vivo das aulas, e isso envolveu um empenho a mais por parte dos servidores. “É com muita satisfação que presenciamos este momento e espero que continuem buscando se qualificar e sejam exemplos multiplicadores dessa conduta com os demais internos, multiplicando também as oportunidades de mudança de vida”, enfatizou aos formandos.

Oportunidade - O sonho de ter uma profissão digna está mais próximo para o reeducando Izaelson Júnior Soares de Moraes, 32 anos, um dos formandos no curso Técnico de Transações Imobiliárias. Para ele, a conquista do certificado pode ser um meio de atingir seu objetivo de cursar uma faculdade de Letras. “Com o salário de corretor, posso custear meus estudos”, pontuou.

O certificado também foi comemorado pelo interno Ryan Douglas Wehner Vieira, 25 anos, que foi o juramentista da turma. “A nossa autoestima aumenta e a gente se vê com maiores chances de trabalhar, é um leque que se abre, já sabemos para onde ir e como caminhar”, disse.

Além dos formandos, a ocasião também foi momento de renovação dos sonhos dos familiares que presenciaram a cerimônia. Foi o que garantiu a mãe de um dos formandos, Mari Neli Barbosa, que classificou o diploma do filho como “um verdadeiro presente de Dia das Mães”. “Estou muito contente de ver meu filho concluir esta etapa, ver que ele ocupou o tempo com algo produtivo. Cursos preparam para a vida, e tenho certeza que fará com que ele tenha uma nova atitude”, afirmou.

Também participaram da solenidade de certificação a diretora do campus Campo Grande do IFMS, Rosane Fernández; a diretora de Assistência Penitenciária da Agepen, Elaine Arima Xavier Castro; o assessor do Depen, Elil Briezadel; a chefe da Divisão de Educação da Agepen, Rita de Cássia Fonseca Argolo, e o chefe de Gabinete, Pedro Carrilho de Arantes.

Veja Também

Lei que dá desconto no IPTU a quem instalar câmeras é promulgada
Parque da Capital é fiscalizado após denúncia popular
Canditados já podem conferir se tiveram ou não isenção no Enem
Em Três Lagoas, artesãos serão cadastrados e receberão carteirinha
OAB-MS acionará CNJ contra obrigação de digitalizar processos
Vale Universidade Indígena convoca pré-habilitados para nova etapa
Governo premiará servidores que desenvolvem boas práticas no serviço público
Economia Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado Valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o microempreendedor individual
Moringa pode purificar a água e ainda combater a desnutrição pelo mundo
Secretário fala de ações do Estado para reforçar a segurança na fronteira