Campo Grande •24 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner governo do estado - IPVA

Da redação | Quarta, 6 de Setembro de 2017 - 13h00Detentos farão manutenção de cemitérios na CapitalAção vai oferecer trabalho aos apenados e ao mesmo tempo conservar cemitérios

(Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Campo Grande, por meio das secretarias municipais de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Infraestutura e Serviços Públicos e Finanças e Planejamento, vai firmar um Termo de Cooperação com o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) para oferecer trabalho aos apenados e ao mesmo tempo fazer a conservação dos cemitérios da Capital.

“A prefeitura quer entregar a população os cemitérios totalmente revitalizados e prontos para as pessoas fazerem suas homenagens. Com a assinatura deste termo temos a certeza que no Dia dos Finados todos terão a tranquilidade para visitar seus entes queridos”, afirmou o prefeito Marquinhos Trad.

De acordo com o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira, este tipo de parceria já foi feita com dez prefeituras no estado e tem trazido benefícios a todos. “Já temos esse convênio com 10 municípios e tínhamos anteriormente com a Prefeitura de Campo Grande. Estamos retomando o que é muito importante, pois desta forma ressocializamos e inserimos na sociedade a mão de obra do preso. Com isso ele tem uma qualificação, uma maneira de sustentar sua família e voltar à integridade da sociedade”, frisou.

Para o vereador Otávio Trad, presidente da Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, a parceria vem ao encontro do trabalho da Câmara Municipal.

“Tanto eu, quanto o delegado Wellington, estamos desde o inicio do ano tentando resolver essa questão da manutenção e segurança dos cemitérios. Conseguimos uma evolução na questão da segurança, mas a manutenção ainda está muito aquém do ideal. Então, tivemos essa ideia, por meio de outros termos de cooperação com os presos, e tenho a certeza que vai ganhar todo mundo. Os presos com a redução da pena, a prefeitura com a mão de obra, os vereadores que ajudaram a resolver essa questão, e a população que terá um espaço agradável para visitar seus entes”, disse.

Presidente da Comissão de Segurança Pública, delegado Wellington salientou a importância de oportunizar trabalho aos presos. “Os presos nesta fase de semi-aberto, necessariamente precisam de emprego para remir a sua pena. A cada três dias trabalhado é diminuído um dia de pena. Mas, o mais importante é a dignidade que está dando a ele, a oportunidade de um trabalho honesto, onde pode ver um horizonte longe da criminalidade”, disse.

Termo de Cooperação - De acordo com a legislação, os apenados que participarem do projeto terão direito a receber pelo menos 3/4 de um salário mínimo, mais 1/4 de salário mínimo em alimentação. Os presos terão direito ainda a redução de um dia de pena, a cada três dias trabalhados. Inicialmente, o projeto deve começar com 40 homens do semi-aberto.

Veja Também
Com uso de helicóptero, PM localiza carro e prende ladrões
Congresso restabelece prazo menor para adoção de crianças
Famílias atingidas por vazamento tóxico em Barcarena recebem água potável
Pessoa com deficiência pode pedir pela internet gratuidade em viagens
Recuperação de mananciais passa por soluções para moradia
Ação de limpeza na cracolândia de SP termina em confusão
Ação inédita distribui 'aubraços' e recebe doações para cães
Servidores já podem preencher Plano de Gestão de Desempenho
Em trote solidário, calouros doam sangue e medula óssea
Inventário do Cerrado em MS começa em abril
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento