Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Ensino

Deputados fazem apelo para governo retomar cursos em Centro de Línguas

Segundo parlamentar, Executivo gastava em torno de R$ 100 mil por mês com a manutenção dos cursos

1 Ago2017Da redação14h54

O fechamento do Centro Estadual de Línguas e Libras Professor Fernando Peralta Filho, unidades de Campo Grande e Dourados, foi alvo de críticas dos deputados estaduais durante sessão ordinária desta terça-feira (1/8). O deputado Pedro Kemp (PT) usou a tribuna para fazer um apelo ao Governo do Estado, para que reveja a decisão.

Segundo apurado pelo parlamentar, o Executivo gastava em torno de R$ 100 mil por mês com a manutenção dos cursos de inglês, espanhol, alemão, italiano, francês, libras e português para imigrantes. “Não venham me dizer que esse recurso, de R$ 1,2 milhão ao ano, vai salvar da crise. O Governo gasta cerca de R$ 13 milhões com publicidade, por que não corta nisto? É uma nova punição dos filhos dos trabalhadores”, questionou o deputado.

Kemp lamentou a decisão de fechamento e disse que 1.423 alunos ficarão sem aulas. “Alguns estão na metade dos cursos, não foram ouvidos, foi uma decisão arbitrária, sem contar os professores que serão demitidos. Eram cursos de qualidade, segundo diversos depoimentos que me fizeram. O Governo tem que apresentar um plano para redução de gastos de forma que não afete áreas prioritárias, como a Educação, que já está com sérios problemas, salas lotadas, falta de professores e administrativos”, explicou Kemp que é presidente da Comissão Permanente de Educação, da Casa de Leis.

O deputado João Grandão (PT) também criticou o fechamento do Centro de Línguas. “Esse Centro não é gasto, é investimento. Eu já fui eliminado de vestibular pela falta do domínio em inglês. Esse corte de recursos nos deixa decepcionados e fazemos também um apelo para que a base do Governo na Assembleia Legislativa interfira nessa decisão. Essas aulas são ações que dão oportunidades de competições ao pobre, nos estudos e no mercado de trabalho”, resumiu.

Veja Também

Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos
CCZ agenda castração de felinos nesta sexta-feira
Juiz de Dourados ocupará a vaga de desembargador falecido no TJMS
População poderá votar em temas sobre segurança pública no TJ
Três entidades são declaradas de utilidade pública em MS
Situação de haitianos em Corumbá é gravíssima, diz OAB
Lei preserva Parque dos Poderes
Inovação Pacientes do SUS vão receber notificações de consultas pelo celular Com a última atualização do e-SUS AB, os usuários passam a receber notificações de consultas agendadas.
Carro foi parar dentro córrego