Menu
18 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Especial 42 Anos

Correção histórica sobre a criação de MS aguarda sanção

Projeto torna o dia 11 de Outubro data da criação do Estado de MS e, não mais, da divisão de MT

11 Out2019Da redação07h35
Deputado João Henrique, autor do projeto de lei (Foto: Divulgação)
  • Deputado João Henrique, autor do projeto de lei (Foto: Divulgação)

Um projeto de lei aprovado, por unanimidade, na Assembleia Legislativa faz uma correção histórica e cultural em relação a Mato Grosso do Sul. A proposta trata da retomada da identidade do Estado, já que torna a comemoração do dia 11 de Outubro data da criação do Estado de Mato Grosso do Sul e, não mais, da divisão de Mato Grosso. A proposta aprovada na semana passada seguiu para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e está aguardando sanção.

O projeto de lei em questão, sob o número 215/19,  é de autoria do deputado João Henrique (PL). “Quando o Estado  comemora 42 anos de criação, nada mais significativo do que aprovarmos um projeto que nada mais é do que uma correção histórica e cultural", argumenta o parlamentar.

O projeto aprovado modifica o anexo da Lei nº 3.945 de 4 agosto de 2010, que instituiu o calendário oficial de eventos no Estado, especificamente o quadro “Divisão do Estado de Mato Grosso”, passando a ser “Criação do Estado de Mato Grosso do Sul”. 

Esta alteração, segundo o deputado, só vem reforçar a lei nº10, que já havia sido sancionada em 29 de outubro de 1979, pelo ex-governador Marcelo Miranda Soares, que declarou feriado estadual o dia 11 de Outubro, “data consagrada à criação do Estado de Mato Grosso do Sul”, como citado no texto.

Segundo o deputado, é preciso criar elementos comuns, que valorizam o regional e o sentido de unidade, tais como os mitos, as memórias, os personagens, os símbolos, as artes, o teatro, os usos e costumes, a língua, a etnia, o território, as festas e as tradições comuns, bem como a nomenclatura correta da data mais importante para o nosso Estado, a data da sua criação e não divisão, como erroneamente é disseminada.

“Nós não temos um feriado próprio, no dizer das pessoas, porque a lei fez a criação do MS. Só que os eventos, o povo, a cultura, sempre divulgou a divisão, mas quem dividiu foi Mato Grosso. Na verdade, foi a criação de nosso Estado, bonito, importante, com riquezas culturais gigantescas”.

O deputado João Henrique revelou que enviará requerimento à Infraero, à Secretaria Estadual de Turismo, à Prefeitura, para que seja criado um espaço nos principais aeroportos do Estado, unificando e divulgando todos os produtos regionais, como o queijo o queijo Nicola do Pantanal, a linguiça de Maracaju, nosso tereré, entre tantos outros, além de informações turísticas e culturais.  

O projeto vai, agora, para sanção do govenador do Estado.

 

Veja Também

Resultado da segunda chamada do ProUni está disponível
Energisa abre mais de 10 vagas para Programa de Estágio
Ponte que liga municípios cede durante passagem de máquina agrícola
MS decreta estado de alerta para dengue após 11 mortes confirmadas pela doença
Campanha Troco Solidário arrecada R$ 87 mil para entidade da Capital
Famílias são selecionadas para Projeto Lote Urbanizado
Agetran alerta para interdição nas proximidades da Praça do Papa
Detran-MS não terá expediente na segunda e terça
Carreta de prevenção à saúde da mulher faz atendimentos gratuitos na Capital
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta terça-feira