Menu
17 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Servidores Estaduais

Demissão voluntária é opção para quem não quiser jornada de 8h, diz governo

PDV já está sancionado pelo governador; servidor interessado deverá fazer pedido de adesão

16 Abr2019Da redação13h51

Aprovado pela Assembleia Legislativa, o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) foi sancionado pelo governador Reinaldo Azambuja e publicado nesta terça-feira (16.4) no Diário Oficial do Estado.

O PDV é uma alternativa para os servidores que não se adequarem à restituição da jornada normal de trabalho, de 8 horas, que terá início no dia 1º de julho, segundo nota divulgada pelo governo do Estado.

De acordo com o texto, os servidores interessados deverão fazer os pedidos de adesão e caberá ao secretário de Estado de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka, analisar as solicitações no prazo de 45 dias úteis.

O servidor que aderir terá direito a receber o equivalente a uma remuneração mensal para cada ano trabalhado, além de uma bonificação de 30%. O pagamento será parcelado, com depósito em conta, sempre na mesma data de vencimento dos servidores.

Ao longo do mês de março, PDV e a restituição da jornada normal de trabalho foram apresentados pela SAD a todas as categorias de servidores.

Veja Também

Ação gratuita para saúde da CCR MSVia será nesta terça-feira
MPF e indígenas cobram segurança pública
Balneário de Três Lagoas tem entrada gratuita durante o mês de junho
Brasil recebe primeiros turistas com isenção de visto
Justiça libera plano de saúde de arcar com fertilização in vitro
Três Lagoas confirma sexta morte por gripe
Morador do Tarumã ganha carro no sorteio do IPTU
Confira escala médica das UPAs e CRSs nesta segunda-feira
Caravana pode ampliar cirurgias
Corpus Christi movimenta mais de 23 mil passageiros no Aeroporto