Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Deficientes têm atendimento odontológico gratuito em universidade

Na Uniderp são oferecidos serviços de limpeza dental, aplicação de flúor e outros

13 Mar2017Da redação16h40

O Complexo Policlínico Odontológico da Uniderp iniciou os atendimentos gratuitos para pessoas com deficiência. No espaço, são oferecidos serviços de limpeza dental, ensino da técnica de escovação, aplicação de flúor e de selantes dentais, restauração, tratamento para gengiva, extração e exame de diagnóstico do câncer bucal. O atendimento acontece exclusivamente às terças-feiras, às 13h30, e os agendamentos podem ser feitos de segunda a sexta-feira, pelos telefones (67) 3348-8150 ou 3348-8151.

O público beneficiado inclui pessoas com síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral, déficit de inteligência, Parkinson, Alzheimer, alterações congênitas, síndromes genéticas e deficiências de audiocomunicação (mudos e surdos). “O atendimento contempla todas as idades, de bebês – a partir dos seis meses – até os idosos”, acrescenta a professora do curso de Odontologia da Uniderp, Renata Belchior Barros. Em 2016 foram efetuados mais de mil atendimentos a pacientes com necessidades especiais.

Exames, orientações de higiene dental, diagnósticos e tratamentos clínicos são alguns dos procedimentos desenvolvidos por acadêmicos de Odontologia supervisionados por seus docentes. Além disso, os alunos confeccionam instrumentos de adaptação para acomodar os pacientes na cadeira de atendimento. “O manejo de pessoas com deficiência tem particularidades, pois exige uma abordagem comportamental e planejamento clínico compatível às limitações físicas, emocionais e mentais do indivíduo. Também há que se ter atenção com o conforto desse paciente. É por isso que os alunos produzem almofadas popularmente conhecidas como “minhoca” e “calca da vovó”, que ajudam a diminuir a contenção física, já que o atendimento dura aproximadamente uma hora”, esclarece Renata.

Por todos esses fatores, a professora chama a atenção para que o cuidado com a saúde bucal faça parte da rotina familiar. “É importante que a prevenção seja constante, pois se trata de um público com complicações e, muitas vezes, com opções de tratamento restritas, o que agrava o sofrimento do paciente”, complementa.

Serviço:

Atendimento odontológico gratuito para pacientes com deficiência

Agendamentos: de segunda a sexta-feira
Telefone: (67) 3348-8150 ou 3348-8151
Local: Complexo Policlínico Odontológico da Uniderp
Endereço: Av. Ricardo Brandão, 900 – Itanhangá Park .
Atendimento: exclusivamente às terças-feiras, período vespertino.

Veja Também

ONU celebra suspensão de testes nucleares da Coreia do Norte
Mais de 1,4 mil travestis e transexuais pediram nome social no título
Obra de drenangem interdita trecho da Leão Neto na segunda-feira
Ponte de concreto para substituir a que caiu está 91% concluída
Confira os 12 erros mais cometidos na Declaração do IR
Tribunais e cartórios de MS serão inspecionados
Usando arte, evento alerta contra a cultura do estupro
Homem morre afogado após veículo cair em rio
Aposta feita em Brasília fatura mais de R$ 9 milhões na Mega-Sena
Fiocruz fabricará remédios contra HIV e hepatite C para ofertar no SUS