Menu
6 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Poder Judiciário

Decreto possibilita acordo direto para pagamento de precatórios

Acordos terão redução entre 5% e 40% do valor total do crédito atualizado em UFERMS

16 Mai2019Da redação15h15

Foi publicado na edição do Diário Oficial do Estado de MS desta terça-feira (14), o Decreto nº 15.223, de 13 de maio de 2019, que dispõe sobre a realização de acordo direto para pagamento de precatórios. 

Os acordos terão redução entre 5% e 40% do valor total do crédito atualizado em Unidades Fiscal de Referência de Mato Grosso do Sul (UFERMS), que hoje tem valor de R$ 28,23, cada. O Decreto está de acordo com os termos e para os fins do inciso III, do § 8º, do art. 97 e do §1º, do art. 102, ambos do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal, introduzidos, respectivamente, pelas Emendas Constitucionais nº 62, de 9 de dezembro de 2009, e nº 94, de 15 de dezembro de 2016.

Pelo Decreto, fica autorizada a celebração de acordo direto, pela Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul (PGE-MS), com os credores/beneficiários de precatórios da Administração Direta e Indireta do Estado de Mato Grosso do Sul. 

Para isto, devem ser observados os seguintes percentuais mínimos de desconto: 
I - 5% (cinco por cento) para os precatórios com valores equivalentes a até 1030 Unidades Fiscal de Referência de Mato Grosso do Sul (UFERMS); 
- II - 10% (dez por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 1030 UFERMS até 1545 UFERMS; 
- III - 15% (quinze por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 1545 UFERMS até 2060 UFERMS; 
- IV - 20% (vinte por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 2060 UFERMS até 2575 UFERMS; 
- V - 25% (vinte e cinco por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 2575 UFERMS até 3090 UFERMS; 
- VI - 30% (trinta por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 3090 UFERMS até 3605 UFERMS; 
- VII - 35% (trinta e cinco por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 3605 UFERMS até 4120 UFERMS; 
- VIII - 40% (quarenta por cento) para os precatórios com valores superiores ao equivalente a 4120 UFERMS

O edital de convocação do credor ou beneficiário deverá apresentar os modelos-padrões do requerimento de acordo e da declaração de concordância, com a redução dos percentuais relativos ao montante do crédito do precatório. 

Após a autuação dos requerimentos de acordo direto, será realizada análise prévia individual pela PGE e, a seguir, haverá encaminhamento ao Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul ou ao Tribunal que requisitou o precatório, a fim de que seja auditada e apurada a existência de penhoras e de cessão de crédito não informadas no pedido de acordo.

Frustrada a conciliação pela ausência de disponibilidade financeira, os pedidos serão sobrestados e devolvidos à Câmara Administrativa de Solução de Conflitos da Procuradoria-Geral do Estado de Mato Grosso do Sul, que poderá mantê-los pendentes de homologação, aguardando disponibilidade financeira acima do valor para acordo fixado no edital ou desclassificá-los e iniciar um novo certame com publicação de novo edital.

Segundo o juiz auxiliar da Vice-presidência do TJMS, Fábio Salamene, existe previsão constitucional que permite o acordo direto entre o credor e o devedor que esteja sob regime especial de pagamento de precatórios, sendo destinado o equivalente a 50% de cada parcela mensal para este fim. 

O magistrado esclareceu ainda que nesse procedimento deve ser observada a ordem cronológica de apresentação dos precatórios e que os pagamentos devem ser realizados perante o Tribunal de Justiça, a quem também incumbe homologar referidas composições, após aferir os requisitos de legalidade.

O Decreto nº 15.223 é assinado pelo governador Reinaldo Azambuja e revoga os incisos III e IV do art. 11, do Decreto nº 14.894, de 20 de dezembro de 2017, entrando em vigor na data de sua publicação.

Veja Também

Guarda faz nova queima de pipas e linhas
Centro de Educação Ambiental Imbirussu tem revitalização concluída
Justiça nega liberdade de homem que tentou matar ex a marretadas
Integrantes de facção que executaram PM vão a júri
Confira escala nas UPA´s e CRS´s nesta sexta-feira
Na Capital, 30 mil kits merenda serão entregues a partir de segunda-feira
Rodoviária fechada novamente por 30 dias
Jovem de 19 anos morre após mal súbito em jogo de futebol
Mulheres vítimas de violência sexual devem formalizar denúncias
Servidores do Estado já podem sacar pagamento de maio