Menu
19 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
II Congresso de Empresas Familiares
Saúde Pública

Crianças de seis meses a nove anos podem tomar 2º de vacina até hoje

Este é o último prazo estabelecido pela Superintendência de Vigilância em Saúde

21 Jul2017Da redação14h21

A segunda dose para crianças maiores de 6 meses e menores de 9 anos que tomaram pela primeira vez na vida a vacina contra a gripe neste ano de 2017 estará disponível até esta sexta-feira (21) nas unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF). Este é o último prazo estabelecido pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Campo Grande para garantir a eficácia da vacina.

“Os pais ou responsáveis precisam levar as crianças até as unidades de saúde para que os pequenos recebam a segunda dose. É importa frisar que este reforço é aplicado, somente, para aqueles que tomaram pela primeira vez na vida a vacina contra a gripe neste ano”, disse a superintendente da SVS, Eliana Dalla Nora.

O Ministério da Saúde recomenda que essa população em específico deva receber a 2ª dose com até 30 dias após a primeira aplicação. A Campanha de Vacinação teve início em 18 de abril e até agora, 3.807 crianças das 10.154 que tomaram a vacina pela primeira vez este ano, ainda não receberam o reforço.

Os responsáveis pelas crianças devem conferir na Caderneta de Vacinação se há ou não a necessidade de receberem o reforço. Se ainda tiverem dúvidas, eles podem procurar a unidade de saúde mais próxima, de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h. É importante que levem a caderneta para facilitar o atendimento.

Doses remanescentes - A partir da próxima segunda-feira (24), as doses remanescentes estarão disponíveis para aplicação na população em geral. Cada unidade de saúde tem, em média, 30 doses disponíveis e as profissionais das salas de vacinação podem distribuir senhas conforme a quantidade correspondente de vacina disponível.

Para receber a vacina é necessário apresentar a caderneta de vacinação, o número do prontuário da rede municipal de Saúde (Hygia) e o Cartão SUS. A dose aplicada será registrada no prontuário eletrônico do paciente para garantir o controle dos imunobiológicos.

Veja Também

MPE tenta garantir a proteção do idoso no momento da internação
Acadêmicos da UFMS devem se cadastrar para passe do estudante a partir do dia 20
Fazendeiro é multado em R$ 47 mil por desmatamento
Ministro da Segurança anuncia Fronteira Segura
Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde
Morte Garoto de 12 morre em acidente Carro da família colidiu de frente com ônibus
Campo Grande terá 36° de calor
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos
CCZ agenda castração de felinos nesta sexta-feira