Campo Grande •28 de Maio de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Quarta, 17 de Maio de 2017 - 08h35Crianças de até 5 anos recebem suplementação gratuita para evitar doenças futurasVitamina “A” não causa nenhum efeito colateral e 75 crianças já foram atendidas

(Foto: Divulgação)

Com o objetivo de incentivar a prevenção e cuidado às crianças de 6 meses e menores de 5 anos (até 59 meses de vida), além de evitar doenças futuras, a equipe da UBS Dr Ademar Guedes de Souza – Mata do Jacinto, implantou o programa de aplicação de Vitamina A.

A vitamina “A” não causa nenhum efeito colateral e 75 crianças já foram atendidas. Antes da implantação do programa, eram atendidas em média 10 crianças. O número saltou para 59 em abril e mesmo antes de completar o mês de maio, o número é bastante expressivo: 75.

A vitamina A aumenta a imunidade, auxilia no processo de cicatrização e atua na prevenção da cegueira noturna. Promove ainda o menor risco de contágio por doenças infectocontagiosas e melhora a saúde ocular.

Evidências científicas referentes ao impacto da suplementação com vitamina A em crianças de 6 meses até 5 anos apontam para redução do risco global de morte em 24%, de mortalidade por diarreia em 28% e mortalidade por todas as causas, em crianças HIV positivo, em 45%.

Diante desse impacto positivo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a administração de suplementos de vitamina A para prevenir a carência, a xeroftalmia (ressecamento da córnea) e a cegueira de origem nutricional em crianças da faixa etária atendida. Ressalta ainda que a suplementação profilática de vitamina A deve fazer parte de um conjunto de estratégias para melhoria da ingestão desse nutriente, associado à diversificação da dieta.

O objetivo é reduzir e controlar a deficiência nutricional de vitamina A em crianças e no combate à pobreza absoluta na primeira infância e reforça a assistência para prevenção da carência de vitamina A, garantindo o acesso e disponibilidade do insumo a todas as crianças nessa faixa etária.

O enfermeiro da UBS, João Francelino da Silva, participou de diversos cursos específicos da importância da vitamina A nas crianças menores de 5 anos e conseguiu motivar e envolver todos os profissionais da Unidade.

“Estamos trabalhado para melhorar a qualidade de vida e saúde das crianças atendidas, além de orientar os pais e responsáveis quanto a necessidade da inserção deste suplemento na alimentação dos pequenos”, disse o enfermeiro João.

As doses devem ser administradas a cada 6 meses e ficam registradas na Caderneta de Vacinação da Criança. Os pais ou responsáveis, quando levam os pequenos para tomarem alguma vacina, já procuram o serviço de enfermagem para ser administrada a vitamina A.

A dose de vitamina está disponível em todas as unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF) da Capital.

Veja Também
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento