Campo Grande •23 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner governo do estado - IPVA

Da redação | Segunda, 4 de Setembro de 2017 - 14h00Convênios são esperança para destravar obras na CapitalConvênios com repasse estadual de R$ 15 milhões vão destravar R$ 180 milhões em obras

(Foto: Edemir Rodrigues/Governo de MS)

Convênios com repasse estadual de R$ 15 milhões para destravar R$ 180 milhões em obras para Campo Grande foram publicados na edição do Diário Oficial de Mato Grosso do Sul desta quarta-feira (23.08). O aporte foi feito para liberar os recursos federais e a execução das obras ficará por conta da prefeitura.

“Isso reforça a parceria do Governo do Estado com Campo Grande, uma vez que o governo sempre esteve à disposição da Capital. A grande importância está no fato de que vamos destravar R$ 180 milhões em obras consideradas emblemáticas e que irão mudar a realidade de muitas regiões”, declarou o titular da secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Marcelo Miglioli.

Disponível na página 32 do Diário Oficial, o primeiro termo tem o valor de R$ 9,5 milhões para pavimentação e qualificação de vias nos bairros Nova Lima, Atlântico Sul, São Francisco, Bellinate, Jardim Seminário, Mata do Jacinto, Sírio Libanês e Vila Nasser. Somados aos recursos federais, essas obras totalizam R$ 71,9 milhões em investimentos. 

O segundo é destinado à urbanização do Córrego Bálsamo a ser executada em duas etapas que somadas irão totalizar R$ 26,5 milhões, sendo a contrapartida do Estado de R$ 3,1 milhões. 
Outro convênio garante as obras de recuperação no Complexo Anhanduí, Cabaça e Areias, onde serão feitas obras de restauração de margens, galerias pluviais, recuperação de áreas úmidas, reservatório de amortecimento de cheias, urbanização de caráter complementar e pavimentação. A contrapartida estadual de R$ 900 mil integra o montante de R$ 57,7 milhões incluindo os recursos federais. 

Mobilidade urbana - Serão também repassados à prefeitura R$ 1,3 milhões em recursos estaduais, como contrapartida aos investimentos de R$ 24 milhões da União em mobilidade urbana. Eles incluirão a implantação de corredores de transporte em grandes avenidas da Capital - como a Calógeras, a Gury Marques e a Rua Bahia. Na primeira via, o trecho beneficiado será de 2,7 quilômetros da Avenida Mato Grosso até a Zahran. 

Na Gury Marques, serão 2,26 quilômetros de intervenções – desde a Avenida Interlagos até o Terminal Guaicurus. Já na Rua Bahia, será implantado corredor de transporte em 1,75 quilômetros desde a Avenida Afonso Pena até a Coronel Antonino. A implantação dos corredores de transporte incluirá alterações no tráfego dessas vias. 

Veja Também
Motociclista morre após colisão em carreta na Capital
Voluntários arrecadam materiais para famílias de Aquidauana
Unesco e MMA vêm a MS falar sobre Reserva da Biosfera Pantanal
Trabalhador passa mal e morre no aeroporto da Capital
Agência faz consulta sobre reajuste no transporte de passageiros
Procon descarta mais de 100 produtos irregulares em supermercado
Corumbá monitora famílias ribeirinhas no Pantanal
Obras na rodovia BR-163 podem virar alvo de CPI
Páscoa Solidária arrecada ovos para crianças carentes
Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 12h27União pode suspender repasse Para milhares de municípios brasileiros estão em situação irregular
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento