Menu
27 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Infraestrutura

Consórcio arremata MS-306 por R$ 605 milhões em leilão na Bolsa do SP

Contrato de concessão tem estimativa de investimentos de cerca de R$ 1,7 bi no período de 30 anos

5 Dez2019Da redação14h49

O Consórcio Way -306 – liderado pela Bandeirantes Engenharia com as empresas TCL Tecnologia e Construções, Senpar, Torc Terraplanagem e GLP Brasil arrematou em leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo o direito de exploração da MS-306 pela outorga de R$ 605,3 milhões. Os recursos serão depositados no Fundersul e devem ser injetados em melhorias de outras estradas da malha rodoviária estadual.

A proposta superou as expectativas do Governo de Mato Grosso do Sul que não previa valor de abono financeiro no projeto de concessão. “A outorga foi muito além das expectativas, não fazia parte da proposta econômica do projeto e isto só demonstra a confiança do mercado no Estado de Mato Grosso do Sul e no projeto”, comemorou o governador Reinaldo Azambuja.

Segundo Giovanni Mott, diretor de novos negócios da Bandeirantes, e Danilo Marcondes, diretor de investimentos em Infraestrutura da GLP Brasil, a proposta vencedora foi bem acima da segunda concorrente. Os executivos afirmaram que apesar desta diferença, os estudos realizados pelo consórcio levaram em consideração três principais variáveis: tráfego, Opex e Capex (investimentos). 

“Os números estão bem calibrados. É uma rodovia muito interessante porque é basicamente uma rota de passagem pros grãos e se encaixa muito bem na nossa tese de investimento que é de investir em ativos que tem disposição ao agronegócio brasileiro e que também é uma rodovia muito importante para a região porque integra três cidades de Mato Grosso do Sul, Chapadão do Sul, Cassilândia e Costa Rica”.

A rodovia também é polo de integração comercial entre os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Minas Gerais, sendo rota de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho.

Modelagem - Dois consórcios participaram do leilão de concessão da MS-306. Via Brasil MS e Way 306. A outorga vencedora superou em cerca de 500% a oferta de R$ 100 milhões da Via Brasil.

O contrato de concessão da MS-306 tem estimativa de investimentos de aproximadamente  R$ 1,7 bi no período de 30 anos. Segundo estudos, com a concessão deve ocorrer a redução do número de acidentes, geração de mais de dois mil empregos diretos e indiretos, diminuição do tempo de deslocamento e economia de R$ 4 milhões/ano em investimentos na manutenção da rodovia.

O contrato entre o consórcio e o Estado deve acontecer em até 90 dias, com pagamento de 19% do valor da proposta de R$ 605.306.000,00 de outorga. As obras na rodovia têm previsão de início em meados de 2020, e as praças de pedágio no período de um ano após início dos investimentos.

Estiveram presentes também Ana Carolina Nardes, Superintendente de Compras e Materiais do Governo; Luis Roberto Martins de Araújo, secretário adjunto da Seinfra e Carlo Fabrizio C. Braga, Procurador do Estado, lotado no escritório de Parcerias Estratégicas (EPE), da Segov. 

Veja Também

PROCON realiza fiscalização em lojas do Shopping Três Lagoas
Anhanduí recebe nova viatura do Samu
Região das Moreninhas organiza mega ação de combate ao Aedes aegypti
Três Lagoas disputa 1ª Copa Sul Americana de Futebol Infantil no Paraná
Naviraí realiza missa de 3 anos do falecimento de ex-vice-prefeito
Feicc apresenta a lojistas novidades em calçados para crianças e adultos
PMA de Dourados prende pescador por pesca de 21 kg de pescado durante piracema
Ação da Energisa oferece benefícios aos consumidores de Anastácio e Aquidauana
Projeto Movimenta Campo Grande entra no combate à dengue
Criado em Dourados dia municipal de combate à corrupção