Campo Grande •25 de Fevereiro de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Segunda, 9 de Janeiro de 2017 - 07h16Comerciantes pedem de segurança e menos impostosPesquisa levanta problemas dos comerciantes da região mais populosa da cidade

Comerciantes qurem mais investimentos em segurança
Comerciantes qurem mais investimentos em segurança (Foto: Divulgação Acicg)

Pesquisa realizada pela Escola de Varejo da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) com empresários do bairro Aero Rancho revela que a falta de segurança pública é o principal motivo para o atraso do comércio da região, de acordo com 87% dos entrevistados. O segundo maior problema apontado por 81% dos lojistas são os altos impostos. O aumento da concorrência foi apontado por 63% dos comerciantes como o terceiro maior problema do bairro.

“Em decorrência do grande número de pessoas que perderam seus empregos formais nos últimos meses, muitos encontram no comércio uma forma de sobreviver e sustentar suas famílias. O que preocupa nessa questão é que devido ao momento atual da economia, muitos estão empreendendo informalmente, e nós estamos agindo para mudar esse quadro, incentivando que essas pessoas se formalizem para que tenham garantias legais e possam crescer”, relata o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro.

A ACICG realizou uma reunião na escola Irene Szukala para apresentar os resultados do levantamento, e a programação de ações. “No encontro desta quarta-feira (07), às 19h, o Delegado da 5ª Delegacia Jairo Carlos Meneses, o Tenente Coronel da Polícia Militar Emerson Almeida Vicente, e o Capitão da Polícia Militar Maurício Pavão Flores nos acompanharão para instruir os empresários do bairro a como prevenir as situações de furtos e roubos”, conta o gestor da Escola de Varejo da ACICG e coordenador da pesquisa, Moacir Pereira Júnior.

Dificuldades para contratar crédito para investimento foram lembradas por 58% dos entrevistados. Quase metade deles, 48% reclamaram dos preços muito baixos praticados pela concorrência. 39% apontaram o aluguel caro como entrave para crescimento do comércio, e 37% afirmaram sofrer com a inadimplência.

 “Do total de entrevistados, 84% pediram que o ACICG Itinerante leve cursos relacionados a marketing e vendas para o bairro, e 69% querem aprender mais sobre qualidade no atendimento. Ou seja, além de conquistar mais clientes, os empresários querem fideliza-los por meio da qualidade no atendimento. Isso demonstra um amadurecimento na forma de vender, além de otimismo para o próximo ano”, finaliza o presidente.

Veja Também
Ferramenta avaliará compra e distribuição de equipamentos para o SUS
Prefeitura disponibiliza computadores para distrito de Anhanduí
Anatel recebeu 3,9 milhões de reclamações no ano passado
Governo do Estado abre inscrições para o primeiro GovLab em MS
Bancos ficarão fechados na segunda e na terça de Carnaval
Máquina é capaz de realizar 180 testes por hora e 30 mil por dia
Confira o que abre e fecha no período de Carnaval no Governo de MS
Filha de paciente que morreu à espera de vaga em UTI será indenizada
Prefeitura da Capital limita Uber a 490 motoristas
Sábado, 25 de Fevereiro de 2017 - 06h59Dia será nublado a parcialmente nublado na Capital Temperatura pode chegar a 31° no período da tarde
Ótica Diniz
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento