Campo Grande •14 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Da redação | Terça, 10 de Janeiro de 2017 - 07h46Com média de 500 paciente ao mês, setor de Feridas é destaque do HRMSPacientes conquistaram êxito no tratamento, fator que aumentou gradativamente a demanda no setor

(Foto: Divulgação)

Com apoio da atual gestão do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), que instituiu o laboratório de Feridas do HRMS e iniciou os atendimentos em março de 2015, pacientes portadores de lesões encaminhados pelos médicos do ambulatório conquistaram êxito no tratamento, fator que aumentou gradativamente a demanda no setor. A equipe médica confiante no trabalho do setor de curativos passou a dar alta aos pacientes internados que ainda apresentavam lesões para continuar o tratamento em casa e no laboratório de curativos, o que automaticamente aumentou o fluxo de desospitalização no hospital.

Com apoio da atual gestão do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS), que instituiu o laboratório de Feridas do HRMS e iniciou os atendimentos em março de 2015, pacientes portadores de lesões encaminhados pelos médicos do ambulatório conquistaram êxito no tratamento, fator que aumentou gradativamente a demanda no setor. A equipe médica confiante no trabalho do setor de curativos passou a dar alta aos pacientes internados que ainda apresentavam lesões para continuar o tratamento em casa e no laboratório de curativos, o que automaticamente aumentou o fluxo de desospitalização no hospital.

Todo o atendimento realizado no HRMS, desde exames, internações, consultas médicas e outros, são armazenados no prontuário eletrônico do paciente. Durante os atendimentos no ambulatório de feridas os SSVV, registros fotográficos da evolução das lesões, termo de consentimento para foto, consultas de enfermagem, consultas médica, evolução de todos os profissionais e outros, ficam registrados no prontuário eletrônico.

Todo curativo realizado deve ser avaliado e prescrito pelo enfermeiro, baseado no protocolo do ambulatório de feridas, e as coberturas utilizadas são liberadas, exatamente, conforme a prescrição de enfermagem.

O reflexo do ambulatório de feridas melhora a eficácia e eficiência na prevenção e tratamento de lesões dos usuários do SUS em nossa instituição, diminui danos causados aos pacientes portadores de diabetes mellitus, úlceras venosas, úlceras arteriais, úlceras por pressão, deiscências cirúrgicas, infecções de parede, fasciotomias, dermatites bolhosas e outras lesões de pele além de ajudar na redução dos índices de morbidade e mortalidade de pacientes portadoras de feridas extensas, crônicas e infectadas.

A equipe é formada por uma enfermeira assistencial, uma enfermeira técnica, cinco técnicos de enfermagem, um para triagem e um para ações administrativas, “O ambulatório de feridas ajuda a melhorar a qualidade de vida dos pacientes portadores de lesão, diminuindo o tempo de internação, complicações com infecções hospitalares, além de ajudar muitos pacientes a alcançarem a cura tão almejada, como por exemplo, os pacientes portadores de úlceras crônicas, que chegam a cicatrizar as lesões de até 30 anos de existência”, declarou a Enfermeira responsável pelo setor, Juliana Corrente da Silva.

O Diretor Presidente Justiniano Vavas ressaltou a importância do ambulatório, “ É gratificante ver que é um ambulatório que tem dado muito resultado em todo o hospital, inclusive na desospitalização que outrora tinha leitos lotados, e agora os pacientes que tratam de suas feridas visitam o hospital semanalmente,passam pelos procedimentos e retornam a suas casas.

Veja Também
Secretaria Estadual de Saúde tem novo chefe
Escola pública de Três Lagoas lança de livro de receitas
Professores são premiados por planos de aula com ênfase na educação ambiental
Justiça condena ex-dirigentes da Petrobras por fraudes em contratos
Teste de acuidade visual agora é lei em Campo Grande
Em Corumbá, Secretaria de Educação convoca servidores para atualização cadastral
Pague e leve de chinelos é incentivo à honestidade
Quarta, 13 de Dezembro de 2017 - 12h18Pare-e-siga da CCR MSVia auxilia execução de obras e serviços na BR-163/MS Obras poderão ser interrompidas em caso de chuvas
Quarta, 13 de Dezembro de 2017 - 11h05No STF, Dodge defende que PF não pode firmar acordos de delação premiada Para Dodge, o delegado da PF não teria a prerrogativa de oferecer prêmios ao colaborador
Moradores protestam após isolamento em rodovia
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento