Menu
19 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
II Congresso de Empresas Familiares
Acidente

Colisão em cruzamento perigoso deixa um ferido

Motociclista teria desrespeitado sinalização, segundo testemunhas do acidente

15 Jul2017Valdelice Bonifácio11h00
Colisão ocorreu porque motociclista desrespeitou sinalização, segundo testemunhas (Foto: Marco Miatelo)
  • Veículo precisou ser recolhido por guincho após colidir com motociclista e atingir parede de bar
  • Colisão ocorreu porque motociclista desrespeitou sinalização, segundo testemunhas (Foto: Marco Miatelo)
  • Proprietário de bar vai reconstruir parede atingida por veículo após acidente de trânsito (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A esquina das ruas Ana Luiza de Souza e Barão de Itapetininga, no Bairro Pioneiros, é endereço de acidentes de trânsito graves e fatais em Campo Grande. Na manhã deste sábado, 15 de julho, um motociclista teve fratura no fêmur após colidir com um veículo Celta que foi parar na parede do Bar House Beer, mais uma vez atingido após acidentes de trânsito.

A colisão aconteceu por volta das 8 horas quando o motociclista que subia pela Barão de Itapetininga ignorou a placa de PARE e atingiu o Celta que trafegava pela Ana Luiza de Souza. O condutor da motocicleta foi encaminhado para atendimento médico. O motorista do Celta que atingiu a parede do bar não se feriu, mas o carro precisou ser retirado do local por um guincho. O proprietário do bar, Kelvin Douglas de Souza Santana, 23 anos, teve novos prejuízos.

Pouco depois do ocorrido, o comerciante recolhia os pedaços da parede atingida pelo Celta. É a segunda vez, em menos de dois meses, que ele terá que fazer reparos em paredes por conta de colisões de veículos atingidos no cruzamento.

Além do estrago na parede, a colisão também provocou danos em um freezer e quebrou cervejas. “Acho que vou gastar R$ 700 para recuperar tudo”, calcula o comerciante, que não pedirá indenização a ninguém. Enquanto limpava o local, Kelvin mostrou à reportagem as rachaduras que ainda estão em parede próxima devido ao acidente anterior, quando um carro de passeio que também foi atingido no cruzamento colidiu em seu bar.

O comerciante reclama da falta de um semáforo no cruzamento das ruas. “Já fizemos abaixo assinado. Já pedimos ao Poder Público e nada. Nenhuma providência foi tomada. Por isso, os acidentes acontecem”, analisa. No ano passado, o cruzamento foi endereço de um acidente fatal. O motociclista Lucas Miguel Lopes Maldonado, de 18 anos, morreu no local após ser atingido por um veículo gol.

O Diário Digital entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura, mas como é sábado não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Veja Também

MPE tenta garantir a proteção do idoso no momento da internação
Acadêmicos da UFMS devem se cadastrar para passe do estudante a partir do dia 20
Fazendeiro é multado em R$ 47 mil por desmatamento
Ministro da Segurança anuncia Fronteira Segura
Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde
Morte Garoto de 12 morre em acidente Carro da família colidiu de frente com ônibus
Campo Grande terá 36° de calor
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos
CCZ agenda castração de felinos nesta sexta-feira