Campo Grande •19 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da redação | Quinta, 20 de Abril de 2017 - 16h24Cobrança de pedágio na BR-163 é contestadaCCR MSVia pediu revisão de contrato junto à Agência de Transportes Terrestres

(Foto: Victor Chileno / Arquivo DD)

Lideranças políticas e entidades de classe estão contestando a cobrança de pedágio na BR-163. A CCR MSVia anunciou a paralisação das obras de duplicação na rodovia, sob argumento de que necessita de uma revisão de contrato já solicitado à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Porém, manteve a cobrança do pedágio, o que passou a ser contestado.

A Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul (OAB-MS) está avaliando a situação. O presidente da Seccional, Mansour Elias Karmouche, disse que o edital para qual a concessionária sagrou-se vencedora, em 2013, previa duplicação da BR-163, e por isso não seria prudente a paralisação das obras.

“É inconcebível a mudança nas regras contratuais, uma vez que, neste momento nos parece ilegal. A OAB/MS vai fazer estudo de uma ação própria para que o cidadão não pague mais sobre o valor do pedágio em Mato Grosso do Sul, enquanto o contrato administrativo não for cumprido na íntegra”, avaliou Mansour.

O senador Pedro Chaves (PSC/MS) também se manifestou sobre a decisão da CCR que chamou de absurda. “Se a CCR se declara incapaz de dar continuidade à obra, então que pare imediatamente de cobrar o pedágio e devolva a concessão ao governo federal, para que seja feita uma nova concorrência pública que definirá o nome de outra empresa para assumir a empreitada. O que não pode é paralisar a duplicação e continuar cobrando dos milhares de motoristas que diariamente utilizam a estrada”, disse.

As principais reivindicações da CCR são a volta de condições normais de financiamento e regularização de licenças ambientais. Também que a parte financiadora corresponda a 70% do custo para investimento e 30% seja custeado pela receita e acionistas.  A CCR alega ainda  redução de 35% na arrecadação de pedágio.

Na próxima terça-feira (25), a bancada de senadores e deputados federais que representam o Estado no Congresso Nacional se reunirá em Brasília com o presidente da ANTT, Jorge Bastos, para cobrar uma posição da agência.

Veja Também
Luta contra o fim do Minha Casa Minha vida
Quinta, 19 de Outubro de 2017 - 10h45Pessoas a partir de 70 anos podem sacar cotas do PIS/Pasep a partir de hoje Retirada é válida somente para trabalhadores que tiveram carteira assinada e contribuíram para algum dos dois fundos até 4 de...
Quinta, 19 de Outubro de 2017 - 10h28Comissão aprova medida provisória que reduz tributação de petróleo e gás Matéria foi analisada na comissão mista criada para discutir o texto na Câmara e no Senado
Quinta, 19 de Outubro de 2017 - 09h19Decreto que facilita doação de órgãos é publicado no Diário Oficial Novo texto retira possibilidade de consentimento presumido para doação e reforça decisão expressa da família do doador no processo
Prefeitura retoma obra do macroanel com drenagem e abertura do trecho final
Mostra Cultural das Escolas Estaduais começa nesta quinta-feira em Campo Grande
Quinta, 19 de Outubro de 2017 - 07h17Temperatura pode chegar a 37° Possibilidade de chuva durante o decorrer da tarde
Assassino de musicista responderá por feminicídio
Nuzman, Cabral e mais quatro denunciados por corrupção na Rio 2016
Comissão de Defesa da advocacia publicista completa 100 dias
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento