Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Trânsito

CCR MSVia implanta pare-e-siga na BR-163/MS

Em caso de chuva as obras serão interrompidas

11 Ago2017Da redação11h42

De maneira a proporcionar mais segurança aos usuários da BR-163/MS, a CCR MSVia implanta a operação pare-e-siga em alguns trechos da rodovia. A ação decorre da execução de obras e serviços de melhoria e conta com sinalização efetiva em todos os locais conforme determinações da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A Concessionária explica que a operação funciona quando uma das faixas é interditada para a execução das obras enquanto o tráfego é liberado pela outra. Isso é feito de maneira alternada de forma a evitar maiores congestionamentos e reduzir ao máximo o tempo de parada do motorista.

Pontos com desvios no tráfego:

Bandeirantes – no km 561;

Campo Grande – no km 490;

Nova Alvorada do Sul – no km 361;

Dourados – entre os kms 263 e 258;

Pontos com pare-e-siga:

Sonora/Pedro Gomes – entre os kms 815 e 813;

Coxim/Rio Verde de Mato Grosso – entre os kms 728 e 727;

São Gabriel do Oeste – entre os kms 610 e 608;

Campo Grande – entre os kms 436 e 435;

Nova Alvorada do Sul – entre os kms 375 e 373;

Dourados – no km 244 e

Itaquiraí – entre os kms 67 e 65.

Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem. Todos os trechos estão sinalizados.

 A CCR MSVia alerta que o cronograma de obras e serviços é dinâmico, ou seja, outros pontos de intervenção com pare-e-siga ou desvio de tráfego podem ocorrer ao longo do dia. Acompanhe a evolução da situação de tráfego da BR-163/MS por meio do site www.msvia.com.br em tempo real, ou ligue para o Disque CCR MSVia pelo 0800 648 0163 (ligações gratuitas, inclusive para celulares).

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso