Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Oportunidades

Cartilha traz receitas e dicas para melhor aproveitar os alimentos

Cartilha conta com 22 receitas práticas, com foco no aproveitamento de alimentos

8 Ago2017Da redação13h54

Oferecer sugestões para incrementar o cardápio das escolas e Centros de Educação Infantil da Rede Municipal. Com essa proposta o grupo de 20 nutricionistas da Suale (Superintendência de Alimentação Escolar) da Semed elaborou a cartilha “Reinventando Sabores”, que será distribuída em todas as unidades escolares da Reme, como parte das comemorações dos 118 anos de Campo Grande.

A cartilha conta com 22 receitas práticas, que têm como foco o aproveitamento de alimentos, como casas de frutas e legumes e a substituição de ingredientes, além de dar dicas de como aproveitar melhor os gêneros alimentícios distribuídos pela Suale.

A idéia não é substituir o cardápio desenvolvimento pelas nutricionistas da Semed, mas utilizar, com criatividade, os produtos que compõem o preparo das refeições.

A cartilha “Reinventando Sabores” foi elaborada a partir das visitas periódicas feitas pelas equipes da Suale às unidades escolares para acompanhar o trabalho das merendeiras e ouvir as demandas das profissionais.

A partir desses encontros, foi possível pensar em receitas nutritivas e que também despertem o paladar das crianças para sabores diferenciados. O livro ainda oferece dicas para uma alimentação saudável e os cuidados com alimentos como sal e açúcar, para não desenvolver doenças como a diabetes.

Segundo a chefe da Divisão de Programação de Segurança Alimentar, Fátima Souza, havia um pedido, principalmente das merendeiras novatas, de um suporte para auxiliar no preparo dos alimentos de forma que não houvesse desperdício dos produtos.

Há apenas quatro meses na função, a merendeira Dilza Paula Caetano, que trabalha no Ceinf Marta Guarani, conta que a cartilha será um complemento importante nas receitas que já prepara no dia a dia. “O pessoal mais experiente não tem dificuldade, mas quem é novo na profissão às vezes não sabe como agir em determinadas situações e esse livro vai ajudar muito”, contou.

Para o superintendente de Alimentação Escolar, Adaltro Albineli, a dedicação das merendeiras foi fundamental para auxiliar na elaboração da cartilha. “Para muitos estudantes, a alimentação recebida na escola é a principal refeição do dia, por isso o trabalho dessas profissionais é essencial no desenvolvimento dessas crianças e jovens”, disse.

A secretária municipal de Educação, Ilza Mateus, destacou que a qualidade e a garantia da merenda oferecida nas unidades escolares é um dos principais compromissos da gestão. “A saúde e o bem-estar de uma pessoa depende muito de uma boa alimentação, por isso escolhemos os melhores produtos para nossos alunos, com valores nutricionais que eles necessitam para o bom aproveitamento físico e intelectual”, afirmou.

A secretária lembrou que também há uma preocupação da Semed com as crianças que têm alguma restrição alimentar e necessitam de dietas especiais, como diabéticos. “Nossas nutricionistas fazem um acompanhamento desses alunos, cuidando para que tenham uma alimentação adequada”, destacou.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso