Campo Grande •19 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner SEGOV - Mesmo na crise Obras

Valdelice Bonifácio | Quinta, 10 de Agosto de 2017 - 18h31Carteiro leva cartas e alegria à sala de aula na CapitalProfessora escreveu cartinha para cada aluno do 1º ano de escola pública municipal

  
Carteiro Marlon Célio entregou cartinhas e postais para crianças do 1º ano D da Escola Municipal Wilson Taveira Rosalino (Foto: Marco Miatelo)
  • Carteiro Marlon Célio entregou cartinhas e postais para crianças do 1º ano D da Escola Municipal Wilson Taveira Rosalino
  • Cartinhas foram carimbadas como qualquer correspondência dos Correios (Foto: Marco Miatelo)
  • Colaboradora da área de filatelia dos Correios, Ariane Calazans Mori (Foto: Marco Miatelo)
  • Assessor da Superintendência dos Correios Genivaldo Oliveira Lacerda (Foto: Marco Miatelo)
  • Marlon Célio viveu muitas emoções ao longo de 31 anos como carteiro (Foto: Marco Miatelo)
  • A professora Maria Cícera da Silva (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

No meio da aula, um carteiro entra na sala do 1º ano D da Escola Municipal Wilson Taveira Rosalino, no Bairro Aero Rancho, em Campo Grande. Cada um dos cerca de 40 alunos da turma recebeu uma cartinha especialmente escrita pela professora e um cartão-postal que foi trocado entre os estudantes.

A atividade faz parte do projeto Era uma Vez que uniu escola, prefeitura de Campo Grande e Correios, por iniciativa da professora da turma Maria Cícera da Silva. O objetivo é levar aos estudantes, que têm em média 6 anos de idade, informações sobre o mundo postal, baseada no livro 'O carteiro chegou', de Janet e Allan Ahlberg, e ainda estimular a leitura e a escrita. O livro conta fábulas em rimas e é recheado de cartas, postais, livrinhos e convites, com envelope e tudo.

“Com essa atividade estamos desenvolvendo nosso projeto de leitura. Os alunos ainda não leram o livro. Ao final desta atividade é que começarão a lê-lo completando o ciclo”, explica a professora. Na cartinha, a professora fala sobre o livro e a importância de ter cada um como aluno em sua turma. Além das correspondências e dos cartões postais, os estudantes receberam um kit com brindes dos Correios que inclui livros, marcadores de livros, boné e uma mochila.

A alegria iluminava o rosto dos pequenos. “Eu mandei um postal para a Maria Clara e gostei do que recebi, está desenhado. Gostei muito da atividade”, afirma Juliany Franco, 6 anos. Já Vinícios Henrique, também de 6 anos, enviou um postal para o coleguinha Pablo. “É a primeira vez que envio ou recebo um postal. Está sendo muito legal. Gosto muito de ler e escrever”, diz Vinícios.

Carteiro Feliz – Marlon Célio Bittencourd do Amaral é o que se pode chamar de pessoa realizada em sua área profissional. Carteiro há 31 anos, ele foi o escolhido para distribuir as cartas às crianças da Escola Municipal Wilson Taveira Rosalino. “O que estou vivendo aqui hoje é algo muito gratificante. As crianças acolhem a gente muito bem”, afirma.

O carteiro relembra com orgulho ter vivido os tempos românticos da profissão. “Trabalho como carteiro desde a época em que as cartas levavam emoção para as pessoas. Minha bolsa vivia cheirosa, porque as mulheres perfumavam as cartas”, relata.

Durante muitos anos, ele foi o carteiro do Bairro Guanandi. “A população já me conhecia pelo nome e depositava uma confiança que nunca esquecerei. Uma vez li a carta que o filho tinha mandado para uma senhora que não sabia ler. Eu me lembro dela chorando muito”, recorda.

Por conta das atividades do projeto Era uma Vez, as crianças estão sendo estimuladas a conhecer e conversar com os carteiros de sua região, como forma de se aproximar ainda mais do universo das postagens.

Aula sobre selos e cartões - A colaboradora da área de filatelia (colecionismo de selos postais e materiais relacionados) dos Correios, Ariane Calazans Mori, explica que a atividade na escola começou bem antes da entrega das cartas nesta quinta-feira. “Eu visitei a turar e expliquei para eles sobre a filatelia. Contei sobre a história do selo e dos cartões postais”, comenta. Os alunos também receberam “Kits Postais”, confeccionado especialmente para crianças. Até uma lupinha acompanhou o kit.

Ariane Mori é sempre disposta a dividir o conhecimento. “O primeiro selo do Brasil é o Olho de Boi com data de 1º de Agosto de 1843. Hoje, o colecionador que tiver uma unidade deste selo bem conservada pode vendê-lo por R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões”, comenta. “O Brasil foi o segundo país a lançar um selo. O primeiro foi a Inglaterra em 1840”, detalha.

O assessor da Superintendência dos Correios Genivaldo Oliveira Lacerda relata que esse tipo de atividade não é nova. “É um projeto que existe há mais de 30 anos. São dois os objetivos, levar informações sobre selos e postais à sala de aula e ainda desenvolver o hábito de leitura e redação.”

O projeto será encerrado no dia 6 de outubro reunindo as crianças para uma festa, como no livro que baseia a ação.

Serviço – As escolas interessadas em receber o projeto dos Correios devem entrar em contato com a Ariane Mori pelo telefone: 3314-2827.

Veja Também
Fronteira prepara a Black Friday
Justiça Federal em MS passa a ter processo eletrônico
Justiça suspende novamente aumento de impostos sobre combustíveis
Mega-sena acumula e prêmio chega a R$ 26 milhões
CCZ abre as portas e foca em educar as crianças
Sanesul ampliará produção de água de poço em 100 mil litros por hora
TJ mantém suspenso decreto que regulamenta Uber na Capital
Lava Jato investiga empresas estrangeiras envolvidas em fraudes na Petrobras
Acadêmico de Química é premiado em Simpósio no Paraná
Em Três Lagoas, bairro receberá pavimentação avaliada em R$ 400 mil
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento