Menu
2 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Meio Ambiente

Capital adere mais uma vez ao movimento global 'Hora do Planeta'

Ação vai apagar as luzes de monumentos, fachadas, prédios públicos e outros

27 Mar2020Da redação15h54

A Prefeitura de Campo Grande, por intermédio da Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (PLANURB), adere novamente ao movimento mundial “Hora do Planeta”, idealizado pela organização de conservação global WWF. O movimento acontece neste sábado (28), das 20h30 às 21h30.

Reconhecido como o maior e mais tradicional evento global pelo clima, o “Hora do Planeta” vai apagar as luzes de monumentos, fachadas, prédios públicos e outros pontos de interesse por sessenta minutos, a ideia é levar a mensagem de urgência na proteção da natureza.

No Brasil o movimento teve sua primeira edição em 2009, e o município de Campo Grande participa da ação desde seu início. A diretora-presidente da Planurb, Berenice Maria Jacob Domingues explica a importância da participação da capital sul-mato-grossense e dos cidadãos.

“Desde o início, nós campo-grandenses estamos em sintonia com o mundo inteiro, participando da Hora do Planeta. Este ano, apesar do momento que enfrentamos, também estaremos incentivando a população a aderir digitalmente ao movimento, participando de suas casas”.

Já que em atendimento às orientações de cuidado frente à propagação do coronavírus, conforme informado pela WWF, este ano a participação será digital, diferentemente dos anos anteriores, onde eram desenvolvidas ações educativas em diversas cidades do mundo. O objetivo é apoiar as diretrizes globais de saúde, a fim de garantir a segurança sanitária de todos, ao mesmo tempo que oferece às prefeituras, empresas, grupos e indivíduos formas de manifestarem sua preocupação pela vida do planeta.

O cidadão poderá participar do festival digital da Hora do Planeta pelo endereço eletrônico (https://www.wwf.org.br/participe/horadoplaneta/). A Diretora de Sociedade Engajada do WWF-Brasil, Gabriela Yamaguchi, explica como funcionará o festival digital. “Mais importante do que nunca estarmos conectados com as pessoas que amamos – de maneira segura e seguindo as orientações dos órgãos de saúde – e com o nosso planeta. Precisamos ser solidários e resilientes. Por isso, optamos por fazer a Hora do Planeta deste ano completamente digital. Sabemos que juntos é possível”.

#UseSuaVozPeloPlaneta: Cante, duble, recite poesia e compartilhe nas redes sociais no dia 28 de março. Maratone a série #NossoPlaneta: Aproveite o tempo em casa para se divertir e aprender com a série “Nosso Planeta”, disponível na plataforma Netflix, ou acesse o material educativo criado a partir da série https://www.wwf.org.br/natureza_brasileira/especiais/nosso_planeta___educacao/).

Sobre a Hora do Planeta - É o principal movimento ambiental global do WWF. Nascida em Sydney em 2007, a Hora do Planeta cresceu e se tornou um dos maiores movimentos de base do mundo para o meio ambiente, inspirando indivíduos, comunidades, empresas e organizações em mais de 180 países e territórios a tomar ações ambientais tangíveis por mais de uma década.

Historicamente, a Hora do Planeta se concentrou na crise climática, e recentemente, se esforçou para trazer à tona a questão premente da perda da natureza. O objetivo é criar um movimento incomparável para a natureza, como aconteceu quando o mundo se uniu para enfrentar as mudanças climáticas. O movimento reconhece o papel das pessoas na concepção de soluções para os desafios ambientais mais prementes do planeta e aproveita o poder coletivo de seus milhões de apoiadores para promover as mudanças.

Veja Também