Menu
19 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
II Congresso de Empresas Familiares
Preconceito

Academia autuada por anúncio discriminatório na Capital

Propaganada foi decoberta através de denúncia no site do Procon

17 Jul2017Da redação09h26

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), autuou na sexta-feira (14) uma academia de ginástica de Campo Grande por anúncio discriminatório. A publicidade foi verificada em uma placa afixada em rotatória do bairro Monte Castelo com os dizeres: “Cansado de ser feio e gordo? Seja só feio!”. Esses tipos de anúncios existe em outras cidade e foi utilizadada pela academia da Capital. 

A fiscalização foi realizada para apurar denúncia de consumidor encaminhada pelo Fale Conosco do site do Procon. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), é proibida a publicidade discriminatória de qualquer natureza.

Para denúncias o Procon Estadual disponibiliza o número 151, por meio do qual os consumidores podem denunciar irregularidades nas relações de consumo como produtos vencidos, ausência de preços na vitrine, demora na fila de banco e outras situações que demandam fiscalização.

Reclamações precisam ser formalizadas pessoalmente no setor de atendimento ao público do Procon, localizado na rua 13 de Junho, 930, no Centro de Campo Grande. O horário de atendimento é das 7h às 19h. O telefone de contato é o (67) 3316-9800.

 

Veja Também

Poder Público ocupará vagões na Orla Ferroviária
MPE tenta garantir a proteção do idoso no momento da internação
Acadêmicos da UFMS devem se cadastrar para passe do estudante a partir do dia 20
Fazendeiro é multado em R$ 47 mil por desmatamento
Ministro da Segurança anuncia Fronteira Segura
Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde
Morte Garoto de 12 morre em acidente Carro da família colidiu de frente com ônibus
Campo Grande terá 36° de calor
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos