Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Marcos Tenório, em colaboração com o Diário Digital | Sábado, 31 de Dezembro de 2016 - 17h30Campo-grandenses sonham com cidade melhor em 2017População passou o ano desviando de buracos nas ruas, lidando com praças e parques abandonados, além da violência e falta de emprego

  
Paulo de Souza, Welington Alencar e Marcela Uribe; ela está cheia de sonhos para o Ano Novo (Foto: André Bittar)
  • Paulo de Souza, Welington Alencar e Marcela Uribe; ela está cheia de sonhos para o Ano Novo
  • Cícero, Cleber, que espera um ano de mais oportunidades e Irani (Fotos: André Bittar)
  • Luana da Silva e Almir Tierres, jovens campo-grandenses que sonham com uma cidade melhor em 2017 (Foto: André Bittar)

O ano de 2016 foi de crise na economia e na política. Em Campo Grande, a população passou os 12 meses desviando dos buracos nas ruas, trafegando em vias mal sinalizadas e tendo que lidar com parques e praças abandonados, além da violência e falta de emprego. Com tudo isso, o Diário Digital foi às ruas para saber o que a população da Capital deseja para 2017.

“Eu espero que seja melhor. Espero bastante aventura e bastante alegria. Afinal, este ano de 2016 foi demais de ruim” comenta o aposentado de 76 anos, Paulo de Souza.

Já para o Técnico em Biblioteconomia, Welington Alencar de 30 anos, o ideal é uma renovação em todas as áreas, política, econômica. “Que todos os órgãos públicos venham corresponder com as demandas da sociedade. Também espera um ano de muitas conquistas, que muitos garantam seu pão de cada dia, e que tudo de bom e do melhor aconteça.”

A chilena Marcela Uribe, de 21 anos, que diz ter muitos sonhos pela frente disse: “Espero que meu ano seja bom, que eu siga viajando, que eu venha conhecer muitos lugares, e que eu conheça muitas pessoas boas. Quero seguir pelo Brasil e seus lugares lindos”.

Já imaginou entrar o ano sem nenhuma dívida. O vendedor ambulante Cicero Firmino da Silva de 53 anos, passou longe da crise e conseguiu quitar todas as dívidas. Por isso, ele afirma que vai entrar o ano de 2017 com o pé direito. O vendedor conseguiu pagar os cartões e o carro e ainda terminou de reformar a casa. “Estou otimista, acho que 2017 vai ser um ano de oportunidades, onde a prefeitura vai ter novos governantes e haverá novas oportunidades para as pessoas”, projeta.

Já Irani Cardoso Ferreira com seus 61 anos de idade, professa a fé em Deus. Neste ano de 2016, ela foi desempregada. “Tive que trabalhar na rua vendendo as coisas para me manter, mas creio que Deus vai iluminar esse País e dar o melhor para todos”, disse.

O mototaxista Cleber Moreira dos Santos, 37 anos, também espera um ano com mais oportunidades e uma cidade melhor para se viver. “Eu espero que seja um ano de mais oportunidades. Desejo que a política se volte para as necessidades da população, seja mais humana, que haja menos politicagem. Que realmente nós possamos ter a nossa esperança renovada por meio de tudo isso que tem acontecido no cenário, afinal de contas somos brasileiros e brasileiro nunca desiste”, filosofa.

A estudante Luana da Silva França, 21 anos, espera que a cidade melhore. “O ano de 2016 foi muito ruim. Tem ruas nesta cidade que não se consegue trafegar, mesmo os pedestres são prejudicados. Temos agora um novo prefeito, desejo que ele traga melhorias”, disse.

O jovem estudante Almir Tierres, de 20 anos, que está desempregado espera ter em 2017 mais oportunidades de emprego. “Espero melhorias na área de segurança e que os que estão lá em cima no poder, se preocupem com a população. É preciso ter mais médicos nos postos de saúde e paz na cidade, pois ultimamente o pessoal está muito violento”, analisa.

Veja Também
IPVA com desconto de 30% já está sendo entregue aos contribuintes
Cidade do natal tem coral, dança, orquestra e André Santini neste domingo
Cultivo de hortaliças na estação mais quente e chuvosa do ano requer atenção, alerta Agraer
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 33 milhões
Sábado, 9 de Dezembro de 2017 - 18h33Em exposição, artistas brasileiros retratam os direitos humanos universais Gravuras expostas pertencem à coleção da Pinacoteca e são de artistas como Aldemir Martins, Claudio Tozzi e Amélia Toledo
Sábado, 9 de Dezembro de 2017 - 18h00Mega-Sena pode pagar R$ 28 milhões neste sábado Concurso número 1.995 será sorteado em Teixeira de Freitas, na Bahia
Procon flagra produtos vencidos em supermercado da Capital
Projeto exige nível superior para cargos públicos de confiança
Cassems inaugura nova Unidade Regional de Três Lagoas neste sábado
Semana de Direitos Humanos leva serviços gratuitos para a praça Ary Coelho neste sábado
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento