Menu
20 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner  Ministério  da Saúde - HEPATITE VACINAÇÃO E TESTE
Paralização caminhoneiros

Caminhoneiros mantêm manifestação

Paralisação não é somente pela redução do valor do diesel

28 Mai2018Elaine Silva - Especial para Diário Digital08h27
(Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

"A princípio vamos continuar com a manifestação. Está acontecendo reunião para decidimos o que vamos fazer, mas, não queremos somente a redução do diesel e sim também dos outros combustíveis", informa o caminhoneiro José Marcos Angelozi, 44 anos. Já noite de ontem (27) o governo federal cedeu e decidiu congelar por 60 dias a redução do preço do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro.

Os caminhoneiros ainda não decidiram qual será o próximos, após o anúncio do presidente Michel Temer. A principio a greve continua com apoio da poulação. Os petroleiros organizam uma greve nacional “de advertência", com paralisação de 72 horas será a partir da próxima quarta-feira (30). A mobilização é liderada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e sindicatos filiados. 

 

Paralisação – Os protestos iniciaram nesta segunda-feira (21). Os caminhoneiros passaram a bloquear as rodovias contra o aumento do valor do diesel e política de preços da Petrobras.

Rodovias - Os veículos foram retirados dos acostamentos, mas continuam parados no pátio dos postos de combustíveis.

Veja Também