Menu
20 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem

Caçador é preso com arma e animais silvestres abatidos

Filhote de porco-monteiro foi resgatado ainda vivo

16 Set2016Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital13h45

Na tarde de quinta-feira, dia 15, a Polícia militar ambiental de Campo Grande foram acionados pela Polícia Civil de Terenos, para efetuar a prisão de um caçador no assentamento Guariroba. O infrator, de 34 anos, foi preso com uma arma de fogo, cachorros e três animais que haviam sido abatidos, sendo um animal silvestre da espécie tatu-galinha e dois porco-monteiro. Foram apreendidos 64 kg de carne e um filhote vivo de porco-monteiro

O caçador mora no assentamento, e foi autuado em flagrante pela Polícia Civil por posse ilegal de arma. A pena para o crime é de um a três anos de prisão. A PMA o autuou administrativamente pelo crime de caça ilegal e por maus-tratos, devido ao uso do cachorro no abate dos animais e aplicou multa de R$ 3.500,00.

Veja Também

Clima Temperatura máxima de 29° na Capital Apesar da garoa no início do dia a temperatura deve se elevar
ONU testa drones para combater mosquitos nocivos no Brasil
Delatores são absolvidos em julgamento fechado
Incrições abertas para aulas de natação em Três Lagoas
Prefeitura decreta ponto facultativo no dia 30 de abril de 2018
MPF cobra fornecimento de água potável a comunidade indígena
Presídios de MS terão 1,1 mil vagas em cursos profissionalizantes para detentos
Vacinação sem escalonamento na Capital
Jornalistas de Rede MS homenageados na Câmara Municipal
Investimento na MS-156 diminui tempo da viagem pela metade