Menu
31 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Economia

Brasil pode ser o novo mercado-alvo dos cassinos online

Cassinos vão passar a ganhar mais espaço no Brasil ainda no governo atual

17 Fev2020Da redação10h25

Em qualquer cidadezinha europeia é possível encontrar uma casa de apostas, um bingo e um cassino – quando não um de cada. Nos EUA, então, nem se fala.

Os mais diversos tipos de aposta esportiva e jogos físicos de máquina caça-nível, bingo, carteado e afins fazem a cabeça dos fãs na Itália, Holanda, Inglaterra, Portugal e também longe do Velho Continente, em lugares como a China e o Sudeste Asiático.

Acontece que, ao que tudo indica, os, que pensa em tirar da gaveta alguns projetos de lei sobre isso

A febre das apostas mundo afora

Se tem uma coisa que muitos europeus e americanos gostam de fazer é apostar. Quando falamos em apostas, pensa-se naquela imagem clássica das hípicas, com o público acompanhante alucinado a corrida de cavalos ou outros animais, mas o conceito vai muito além disso.

Na Inglaterra, por exemplo, as casas de apostas dominam ruas de cidades grandes como Londres, Bristol e Manchester. A cada quarteirão você verá pelo menos uma, com certeza. Os ingleses apostam em futebol, o esporte favorito do país, mas não apenas isso.

Virtualmente qualquer coisa que divide opiniões e tem mais de um resultado possível pode se transformar em apostas. Basta ver que as casas ferveram com clientes que queriam dar palpites em quais seriam os nomes dos filhos do Príncipe William, ou então sobre quem ficaria com o Trono de Ferro na premiada série da HBO Game of Thrones.

Voltando à realidade dos esportes, que é o ponto forte das casas, jogadores apostam não apenas em resultados, mas em praticamente qualquer coisa – placar ao final do primeiro tempo, quem vai marcar, número de escanteios e tudo mais que você puder imaginar.

Brasil já tem casas de apostas online

Grandes nomes das casas de apostas já atuam no Brasil, muito por conta de algumas brechas a serem exploradas nas leis.

Não que se trate de um negócio duvidoso ou perigoso, é que os bingos e cassinos estão proibidos no país há mais de 15 anos, mas não há nada que limite a atuação de empresas estrangeiras no mercado nacional, desde que seja online.

Cada vez mais, por isso, as casas de apostas internacionais vão ganhando força dentro do cenário, e ex-jogadores já se tornaram garotos-propaganda, muita gente conhece muitas marcas por conta de comerciais de TV e assim por diante. A tendência, independente das leis atuais ou não, é a de crescimento.

Cassinos online para o público brasileiro

A pergunta mais importante é a seguinte: se as casas de apostas estão cada vez mais correndo atrás do enorme e potencialmente muito lucrativo público brasileiro, quanto tempo vai demorar para os bingos e cassinos voltarem para cá?

Talvez seja difícil responder algo assim, na lata, mas uma realidade é que o público nacional já conta com algumas opções de cassino online. Sites de renome, como o Top Casino Online, com avaliações de casas de apostas, surgem aqui e ali e internautas mais experientes conseguem jogar não apenas as demos disponíveis, mas até mesmo valendo dinheiro.

Não é preciso quebrar muito a cabeça para entender que, pensando nisso, muita gente pode arrumar aí uma nova fonte não apenas de diversão, mas também de renda, se souber o que fazer e bolar estratégias inteligentes.

O passo adiante

Pouca gente viva ainda se lembra (ou mesmo tem noção) do que eram as noites cariocas de puro glamour, nas quais artistas como Carmen Miranda encantavam olhos e ouvidos enquanto as roletas e dados corriam sem parar no meio de salões luxuosos.

O que parece agora um cenário de filme brega não apenas foi uma realidade, como potencialmente poderia voltar a ser. Não estamos falando de sonhos megalomaníacos ou viagens nostálgicas sem sentidos, mas sim em oportunidades de investimento, especialmente do exterior, para que isso aconteça.

Claro que é muito difícil cravar datas ou dar certezas, mas dentro do ramo das possibilidades, é perfeitamente viável que grandes investidores façam com o país o que foi feito em lugares como Macau e Singapura.

O jogo não é legalizado no Brasil desde 1946, mas nunca pareceu mais possível que as coisas mudem e o país entre no roteiro das casas de apostas, bingos e cassinos online e físicos.

 

Veja Também