Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Bernal rompe com Solurb alegando fraude em licitação

Contrato de concessão pública será parcialmente anulado e vários serviços paralisados

28 Dez2016Valdelice Bonifácio13h28

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) anulará parcialmente o contrato de prestação de serviço da concessionária CG Solurb. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira, dia 28 de dezembro, durante entrevista coletiva na prefeitura da Capital. Os motivos da ruptura foram irregularidades constatadas no processo de licitação realizado em 2012.

O procurador-geral da prefeitura Denir Nantes informou que o município foi notificado sobre a irregularidade pela Polícia Federal (PF). “O consórcio que venceu a licitação, composto pela empresas LD Construções e Financial, não tinha capital social mínimo exigido pelo edital para que pudesse ser habilitada na concorrência. Nós apuramos e o capital social não foi comprovado”, disse o procurador-geral.

Com a anulação parcial, a partir de hoje deixarão de ser feitos serviços como capina, roçada, limpeza do meio fio, limpeza de sarjetas, que eram de responsabilidade da Solurb. Conforme o procurador-geral, a suspensão destes serviços também levou em conta auditoria feita anteriormente pela prefeitura na qual se constatou que os serviços estavam superfaturados.

Contudo, a prefeitura não permitirá a interrupção da coleta de lixo que continuará sendo feita pela Solurb, porém, em caráter temporário. Ainda hoje deverá ser publicado em Diário Oficial um decreto no qual o prefeito estabelece a manutenção do serviço de coleta pelo prazo máximo de 60 dias. “Vai ficar desta forma até que administração municipal contrate nova empresa para execute os serviços ou os faça por meios próprios”, disse o procurador.

Bernal está há três dias de encerrar sua gestão. Em 1º de janeiro de 2017, tomará posse Marquinhos Trad (PSD) eleito em outubro deste ano. Caberá a ele decidir como ficará a situação entre o município e a Solurb.

Outro lado - A reportagem do Diário Digital já buscou contato a Solurb e aguarda retorno sobre os questionamentos.

Veja Também

Internos concluem curso de Corte e Costura no interior
Governo Federal reconhece estado de emergência em 184 cidades
Ex-servidores do HU viram réus por desvio de dinheiro
Nova procuradora toma posse no MPT-MS
Mortos em acidente na BR são identificados
Falha em ônibus atingido por trem está sendo investigada
Projeto proíbe cobrança para religação de água e luz em caso de corte
TCU investigará se cobrança de bagagem barateou passagens aéreas
Ministério condena assédio de brasileiros a mulher na Rússia
Seminário discutirá correção monetária dos valores das modalidades licitatórias