Menu
23 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Capital

Bancários fecham agências em protesto contra MP 905

Todas as agências bancárias irão abrir uma hora mais tarde

21 Nov2019Da redação09h35

Na manhã desta quinta-feira, dia 21, o Sindicato dos Bancários de Campo Grande-MS e Região vai retardar em 1 hora a abertura das principais agências bancárias do centro da cidade. O protesto  é nacional contra a Medida Provisória 905/2019, assinada dia 11 pelo presidente Jair Bolsonaro.

A Medida Provisória passa por cima da Convenção Coletiva de Trabalho dos Bancários e libera a abertura dos bancários aos sábados, além de aumentar a carga horária dos bancários de 6 para 8 horas diárias.

O Artigo 611-A da CLT diz que os acordos coletivos têm prevalência sobre a lei. No caso dos bancários, existe um convenção coletiva em vigor.

Para a presidente do SEEBCG-MS, Neide Rodrigues, esse é mais uma ataque brutal aos direitos dos bancários. “A todo momento este governo está retirando direitos dos trabalhadores. Agora, essa medida desrespeita  acordo selado entre os bancos e os representantes da categoria bancária. Esse acordo foi aceito pelos bancos e precisa ser respeitado, é uma questão legal. Não podemos aceitar essas mudanças pacificamente”, comenta.

Veja Também

Doe. Não dói.
Mesmo com chuva, campanha contra dengue segue firme em Três Lagoas
Em ação contra a dengue, Ecoponto abre as portas no domingo
Preço do gás de cozinha varia de R$ 68 a R$ 83 em Dourados
Moradores de Corumbá e Dourados recebem serviços da Energisa
Senai e OCB assinam convênio para oferecer cursos de qualificação
Prazo para o PAAM encerra sexta-feira em Corumbá
Em época de matrículas, UFGD faz campanha contra o trote
Familiares denunciam tortura contra presos recapturados em Pedro Juan
Ação reduz turvamento das águas dos rios após chuvas