Campo Grande •25 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Rota das Estações - Primavera

Valdelice Bonifácio e Marcos Tenório, especial para o Diário Digital | Segunda, 12 de Setembro de 2016 - 07h16Bairro mais populoso é o primeiro a receber luzes de LEDNovas luminárias são mais econômicas e instalação começou pela periferia

Operários instalam as lâmpadas de LED no Bairro Aero Rancho
Operários instalam as lâmpadas de LED no Bairro Aero Rancho (Foto: Marcos Tenório, em colaboração para o DD)

Começou pelo bairro mais populoso de Campo Grande, o Aero Rancho, a instalação das lâmpadas de LED, prometidas pela prefeitura, em substituição às convencionais. Desde a semana  passada, operários trabalham nas ruas do bairro fazendo a troca das luminárias. As lâmpadas de LED consomem 89% menos energia elétrica em relação às convencionais.

A prefeitura não divulgou cronograma de instalação das novas luminárias em Campo Grande e nem a amplitude do projeto. Contudo, estima-se que o município pretenda substituir cerca de nove mil lâmpadas comuns pelas de LED. No Aero Rancho moram cerca de 36 mil pessoas. 

A substituição das luminárias está sob responsabilidade da Solar Distribuição e Transmissão Ltda, de Minas Gerais, empresa escolhida em pregão presencial. Conforme extrato publicado pela prefeitura no Diário Oficial, em 31 de agosto, a Solar é a responsável pelo fornecimento e instalação das lâmpadas. O contrato com a empresa está custando R$ 33,8 milhões aos cofres públicos.  

A troca das lâmpadas no Aero Rancho começou exatamente no dia seguinte à decisão  judicial a favor da prefeitura em relação à cobrança da Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (Cosip).O juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e  Individuais Homogêneos determinou que a concessionária Energisa voltasse a cobrar a taxa e a repassar o valor à prefeitura de Campo Grande. 

Na semana anterior, em julgamento no Órgão Especial, os desembargadores do Tribunal de Justiça tinham mantido suspensa a cobrança da taxa. Contudo, a prefeitura moveu nova ação judicial em primeira instância contra a Energisa e obteve a decisão favorável. A Câmara Municipal de Campo Grande, autora da lei que suspendeu a cobrança da taxa por 180 dias, pretende recorrer da decisão do juiz David de Oliveira Gomes Filho. 

Veja Também
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 12h22Funcionários em greve dos Correios decidem amanhã sobre proposta de reajuste Correios propõem o reajuste de salário de 3% a partir de janeiro do próximo ano
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 12h04Receita alerta para golpe por via postal Correspondência é uma intimação para regularização de dados cadastrais
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 10h18CCR MSVia realiza pare-e-siga na BR-163/MS devido à execução de serviços Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem
Indústria e serviços geram de 1060 empregos em agosto
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 08h32Refis do governo vai ajudar prefeituras a fazerem caixa para o 13º dos servidores Legalmente, 25% da arrecadação do ICMS e 50% do IPVA são destinados aos municípios
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 07h56Governo promove palestra de prevenção ao suicídio para servidores Suicídio, de acordo com o Ministério da Saúde, mata cerca de 11 mil pessoas por ano no Brasil
Segunda, 25 de Setembro de 2017 - 07h18Expectativa de chuva em todo estado Apesar da possibilidade de chuva, temperaturas permanecem altas
Leilão da Feapan destaca a beleza e rudez do cavalo pantaneiro
Ação da prefeitura garante plantio de 100 árvores e distribuição de 700 mudas frutíferas
Prefeito vai ampliar curso de defesa para mulheres das 7 regiões de Campo Grande
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento