Menu
20 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Meio Ambiente

Autoridades se unem para controlar incêndio em Ribas do Rio Pardo

Estimativa é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto

14 Set2017Da redação17h35

Equipes do Governo do Estado se uniram a produtores rurais de Ribas do Rio Pardo para controlar o incêndio que atingiu a Fazenda Boi Preto, localizada nas margens da BR-262. As chamas foram controladas, mas consumiram em torno de 2 mil hectares.

Estimativa da Associação sul-mato-grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore) é de que as chamas consumiram 500 hectares de florestas de eucalipto, além de 1,5 mil hectares de pastagens, reserva legal e áreas de preservação permanente.

Desde ontem o Governo do Estado atua na região por meio de equipes do Corpo de Bombeiros e do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul). De acordo com o Tenente Coronel Waldemir Moreira Junior, chefe do Centro de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros, duas viaturas estão no local e os militares trabalham orientando os brigadistas.

Mais de 30 pessoas ligadas às fazendas próximas atuaram no combate às chamas e acompanham o rescaldo, com maquinas agrícolas e caminhões pipa. A estiagem e a baixa umidade relativa do ar contribuem para que as chamas se alastrem com facilidade, por isso, serão 48 horas de vigia da área para evitar novos focos.

As causas do incêndio ainda não são conhecidas, mas o Imasul explica que o proprietário terá que fazer a recuperação da vegetação nativa atingida e, caso seja criminoso, ele também será notificado e poderá sofrer multas.

O Governo do Estado reforça a importância do empenho dos militares do Corpo de Bombeiros para o controle do fogo e dos demais órgãos estaduais e federais que atuaram para evitar acidentes na rodovia e preservar a segurança da população.

Veja Também