Menu
20 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Transporte

Protesto vazio contra aumento de tarifa

Manifesto contra aumento das passagens de ônibus foi organizado, mas população foi 'espantada'

7 Dez2018Luany Mônaco - Especial para o Diário Digital19h29
Luiz Henrique é estudante e não vê sentido no aumento da tarifa (Foto: Marco Miatelo)
  • Três viaturas da Policia Civil Metropolitana estiveram presentes no terminal Morenão, no dia do protesto
  • Luiz Henrique é estudante e não vê sentido no aumento da tarifa (Foto: Marco Miatelo)
  • Se eles cumprissem o que prometem, mas isso nunca acontece, aumentam e nada muda diz a atendente Michaeli Ferreira (Foto: Marco Miatelo)
  • Gabriel tentou negociar o direito de protestar com policiais (Foto: Marco Miatelo)
  • Gabriel Santos, de 24 anos, é um dos líderes do Ligados no Transporte (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marcos Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Organizado com o intuito de reivindicar o aumento da tarifa de ônibus que aconteceu na última segunda-feira (03), um protesto foi marcado para se iniciar às 17 hrs desta sexta-feira (07) no terminal de ônibus denominado “Morenão”, localizado na Avenida Costa e Silva. Usuários do transporte coletivo alegam que não tem sentido algum o aumento da tarifa de R$ 3,70 para R$ 3,95.

Organizado pelas páginas Consórcio Guaicurus da Depressão, Segredos do Busão-CG e pelo blog Ligados no Transporte, o evento ainda conta com o apoio de fanpages no Facebook e dos vereadores Vinicius Siqueira e André Salineiro.  

No decorrer da semana, os manifestantes tentaram organizar o protesto entrando em contato com o Poder Público. “Um foi jogando a responsabilidade pro outro, falei com a Agetran disseram que era com a Polícia Militar, na PM diziam que era com a Guarda Municipal e na Guarda Municipal disseram que era com a Prefeitura, no final acabei ficando sem resposta alguma”, contou Gabriel Santos um dos líderes do blog Ligados no Transporte.  

Rumores de que os terminais seriam terceirizados acontecem desde o ano de 2017, o que Gabriel avalia como uma atitude muito benéfica, já que a Prefeitura Municipal de Campo Grande não tem preservados os espaços, na opinião dele. É mínima a quantidade de terminais que oferecem bebedouros ou/e banheiros que estejam em condições de serem utilizados pela população, além da retirada de bancos dos ônibus, feita para que caibam mais pessoas em pé no transporte.

Usuários do transporte coletivo criticam o aumento da tarifa. Ainda neste ano, a maior parte dos ônibus articulados que prestavam serviços foram retirados de circulação. Hoje apenas 12 destes veículos circulam pela cidade. O estudante Luiz Henrique, de 18 anos, faz uso do transporte público diária mente e diz que “não tem cabimento, os ônibus são horríveis, quando chove também chove dentro do ônibus, alguns tem até o assoalho quebrado e não tem ventilação. Desde o último aumento de tarifa até agora não percebi uma melhoria”, declara Luiz.

A população não fez presença em peso como declararam nas redes sociais, em evento criado no Facebook mais de 700 pessoas confirmaram presença. Durante todo ano o Terminal Morenão não recebe policiamento algum, nesta sexta-feira (07), data marcada para o protesto, três viaturas da Policia Civil Metropolitana estiveram presentes e espantaram o povo que é culturalmente amedrontado pelas forças policiais.

“A prefeitura é um órgão fiscalizador e determina como o transporte é operado, ela tem o dever de realizar vistorias e notificar a empresa responsável, se os terminais e transportes estão nessas condições terríveis a culpa é deles sim”, finaliza Gabriel Santos.

Veja Também

Casal apreendido por erro no emplacamento de carro deve ser indenizado
Por decisão do TJ, Polícia Municipal volta a ser Guarda
Planurb promove debate sobre meio ambiente e mercado de trabalho
Servidores mais caracterizados em baile ganharão poupança de R$ 500
Seminário discute implantação de Práticas Integrativas no SUS
Dourados é escolhida para receber projeto de gestão do SUS
Confira escala médica das UPAs e CRSs nesta quarta-feira
Justiça quebra sigilo bancário e bloqueia bens de Longen
Trânsito CCR MSVia realiza pare-e-siga na BR-163/MS devido à execução de serviços Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas. Todos os locais estão sinalizados
MS constrói ponte no maior assentamento do Brasil