Menu
20 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Atenção

Até início de agosto, casos de dengue em MS são 605% a mais do que em 2014

O Estado, com 18.633 ocorrências, é o quinto em termos de crescimento de casos no Brasil

22 Set2015Da redação17h03

Nos sete primeiros meses de 2015, já foram registrados 1.350.406 casos de dengue. O número representa um aumento de 129% em relação a todo o ano de 2014, quando foram apontados 589.107 episódios, segundo dados do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde[1].

Em Mato Grosso do Sul, até 1º de agosto, foram notificados 18.633 casos de dengue – 605,5% a mais do que o número de casos do mesmo período de 2014 e 444 % que todo o ano passado. O Estado é um dos que mais endêmicos do Brasil, com uma incidência da doença de 711 a cada 100 mil habitantes.

Problema de saúde pública

O Brasil é o País número 1 em dengue e a incidência da doença cresce a cada semana.

Entre as doenças que são transmitidas por mosquitos, atualmente a dengue é que a mais se dissemina no mundo e está presente em mais de 100 países, que representam quase metade da população mundial. A dengue pode causar surtos imprevisíveis, que podem levar à paralisação dos sistemas locais de saúde e causar transtornos à vida da comunidade, como o fechamento de escolas e parques públicos, bem como a ausência prolongada ao trabalho.

Não há tratamento ou prevenção específica para a dengue. O alívio dos sintomas é feito por meio de medicamentos como analgésicos, antitérmicos e hidratação, conforme orientação médica.

 “A dengue é uma doença que traz grande impacto médico, social e econômico. Além de medidas de prevenção para combater o mosquito, uma vacina contra dengue, eficaz e segura, será uma importante ferramenta de saúde pública para o controle da doença”, diz João Bosco Siqueira, professor da Universidade de Goiás, doutor em Medicina Tropical.

Prevenção pela vacinação

A Sanofi Pasteur é a empresa que tem a vacina contra dengue mais avançada do ponto de vista clínico e industrial. No Brasil, em março deste ano, a empresa submeteu o dossiê regulatório da sua Vacina contra Dengue à Anvisa para obtenção do seu registro. A chegada da vacina contra dengue no Brasil está prevista para 2016.

Uma nova análise positiva realizada sobre os resultados dos estudos de eficácia e segurança da vacina contra dengue, conduzidos na América Latina e na Ásia, foi publicada em 27 de julho de 2015, no New England Journal of Medicine. Os resultados mostraram que em indivíduos acima de 9 anos de idade a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur proporciona proteção em duas das condições clínicas mais preocupantes: as hospitalizações e as formas graves da doença, que podem levar ao óbito, como a dengue hemorrágica. A vacina contra dengue reduziu em 93% os casos graves da doença e em 80,8% os casos de hospitalização, contribuindo para reduzir a carga e o impacto social e econômico da dengue nos países endêmicos. A vacina contra dengue demonstrou 66% de eficácia contra os casos da doença por qualquer sorotipo.

A Sanofi Pasteur investiu na construção de uma nova fábrica em Neuville-sur-Saône, próximo à Lyon, na França, para produzir doses da Vacina contra Dengue.

Veja Também

Cinco municípios recebem atendimento com o Cassems Itinerante nesta semana
Procon Municipal fiscaliza atendimento de pessoas com Transtorno Espectro Autista
Tarifa volta a custar R$ 4,10
Placa Mercosul passa a valer dia 3 de fevereiro
Homem é esfaqueado no tórax e rosto durante briga com familiares
Brasileiro que fugiu de presídio do Paraguai é recapturado
Irmãs siamesas morrem após 17 dias de nascimento
Azambuja nomeia professores
Três Lagoas: Alerta para o aumento do número de casos suspeitos de Dengue
Atendimento inicia nesta segunda para ajudar MEI a fazer Declaração Anual