Menu
21 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Meio Ambiente

Assentados são multados por manter gado em área protegida

Infratores foram multados em R$ 15 mil e ainda responderão por crime ambiental

12 Jul2019Da redação14h51

 No município de Inocência, a 40 km da cidade, Policiais Militares Ambientais de Três Lagoas receberam denúncias de que dois assentados estariam criando gado dentro da reserva legal coletiva do assentamento Serra, localizado no km 161, da rodovia MS 112, o que é proibido por Lei.

Os policiais foram ontem (11) à tarde ao assentamento e confirmaram as denúncias, ao verificarem a presença de várias cabeças de gado dentro da área que fora cercada pelo Instituto Nacional da Reforma Agrária (INCRA) para ser recuperada e constituir a Reserva Legal do Assentamento. Os proprietários do gado, um assentado de 49 e outro de 66 anos, residentes em Inocência, foram localizados e ambos abriram cerca e utilizavam a área protegida de reserva legal, para a criação dos animais.

Os assentados foram autuados administrativamente, sendo o infrator de 66 anos multado em R$ 5.000,00 e o de 49 anos multado em R$ 10.000,00, conforme a quantidade de gado solta, degradando a área protegida. Eles também responderão por crime ambiental, podendo pegar pena de três meses a um ano de detenção.

Os infratores foram notificados a retirar o gado da reserva legal e a recuperar a parte degradada.

Veja Também