Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Interior

Arraiá Uems terá quadrilha, bandas e show de talentos

Festa será nos dias 5 e 6 de agosto, a partir das 16h, na praça Antônio João

24 Jul2017Da redação15h15

A edição de 2017 do “Arraiá Uems” contará com apresentações de quadrilha, bandas de forró e “show de talentos” para garantir a diversão da população de Dourados. A festança será nos dias 5 e 6 de agosto, a partir das 16h, na praça Antônio João, localizada na região central. A entrada é gratuita.

O Arraiá é promovido todos os anos pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) e conta com a participação de servidores, professores e alunos da Instituição. Neste ano, o forró será garantido pelas bandas “Terra Seca” e “Pé Vermelho”.

O Arraiá contará também com o “show de talentos”, espaço aberto para apresentações de bandas, duplas, cantores e cantoras. Quem quiser se inscrever, pode enviar uma breve descrição da apresentação – que deverá ter, no máximo, cinco minutos – para o email: arraiadourados@uems.br ou entrar em contato pela rede social. 

As barracas de comidas e bebidas típicas serão organizadas pelos cursos de graduação da Uems de Dourados. A barraca mais bonita e ornamentada será premiada pela instituição. A festa também contará com atrações infantis como pescaria e pula-pula, entre outras.

Essa é a terceira edição do Arraiá Uems. A primeira edição, sempre realizada em agosto, ocorreu em 2015. Mais de duas mil pessoas participaram da festa em 2016.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso