Menu
31 de março de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campo Grande

Aprendendo a ser mãe

Débora descobriu que estava grávida no dia seu aniversário e no dia seguinte Téo veio ao mundo

15 Jan2020Thays Schneider10h40

Já com o filho no colo, nascido de uma gravidez que só foi descoberta a véspera do parto Débora agora mobiliza família para “aprender” a ser mãe. Com ajuda da mãe que se deslocou para ajudar, Débora está aprendendo a maternidade na prática com ajuda de familiares, amigos. Aos poucos vai conhecendo como cuidar de recém-nacido, ainda mais da forma que tudo aconteceu.  Téo chegou sem avisar e ela mãe não tinha nenhum item do enxoval e nada preparado para a chegada do pequeno. 

Depois do susto o sentimento que prevalece é de alegria.  Débora Julião Martins de 23 anos, mãe de primeira viagem conta a experiência que passou no começou de 2020. “Descobri que estava grávida em um dia, no outro eu estava com meu filho em meus braços”, lembra. Téo veio ao mundo no dia quatro de janeiro de 2020, mas a mãe só descobriu a gravidez de 39 semanas um dia antes do parto e no dia de seu aniversário de 23 anos.

No dia anterior ao nascimento do pequeno Téo, Débora foi até o centro fazer compras para seu aniversário. "Comecei a sentir algumas dores desconfortáveis na hora de provar uma roupa, meu estômago ficou duro, minha barriga ficou estufada, comecei a sentir umas cólicas passava e voltava, não aguentei e fui para casa”, explica.

Durante a noite as dores continuaram, ela sentiu que saiu o chamado tampão mucoso e correu para o posto de saúde. Chegando na unidade os médicos a questionaram sobre uma suposta gravidez.  Débora descartou a possibilidade de estar grávida, já que não estava com sintomas,  não teria ganhado peso e sua menstruação era desregulada.

Um teste de gravidez foi realizado na hora constatado que ela estaria grávida.“Fiquei feliz por estar grávida, no momento pensei que fosse algum tumor pois eu sentia muita dor”, conta. No dia seguinte Débora foi até Maternidade Candido Mariano fazer a ultrassom para ver o bebê. Chegando lá mais uma surpresa : ela estava de 39 semanas e já estava em trabalho de parto com quatro centímetros de dilatação.

Téo nasceu ás 18h24 com 2 quilos e 700 gramas um dia após o aniversário de Débora que comemorou a chegada do filho. “Não sei qual é propósito do Téo em minha vida, da maneira inesperada que ele chegou, mas vou fazer o possível e impossível para meu pequeno, passou um filme na minha cabeça minha vida mudou totalmente em menos de 24h, mas mudou para melhor”, ressalta.

Sobre a escolha do nome Débora explica que desde pequena dizia que seria mãe de menino. “ Quando eu era criança dizia para minhas quatro irmãs que teria um filho chamado Téo, gosto da simplicidade do nome, nunca cogitei um nome para menina meu coração sabia que meu primeiro filho seria menino.Eu só tenho motivos para agradecer, meu filho nasceu saudável eu só peço desculpas pelas coisas que fiz durante a gravidez”, finaliza  Débora.

Veja Também