Campo Grande •17 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Governo - Refis

Da redação | Quinta, 29 de Setembro de 2016 - 18h10Anatel e operadoras discutem bloqueio de sinal de celular em presídios do MSMapeamento e bloqueio de linhas de telefonia móveis foram uma das saídas

O bloqueio efetivo do sinal de celular em presídios do Mato Grosso Sul foi tema de reunião realizada na quarta-feira, dia 28, entre a direção da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e das operadoras de telefonia, além da empresa responsável pelos equipamentos de bloqueio já instalados no Complexo Penitenciário de Campo Grande.

Durante o encontro, o diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, fez uma exposição quanto ao esforço da agência penitenciária no sentido de vencer esse problema de comunicação de presos com o mundo exterior. Segundo Stropa, por se tratar de algo que atinge diretamente a população, é responsabilidade de todos os envolvidos buscarem soluções que equacione essa questão de maneira efetiva, já que são vários os complicadores.

O diretor-executivo da Compnet empresa responsável pela manutenção dos bloqueadores instalados nos quatro presídios do Jardim Noroeste, Adriano Chiarapa, explicou como funcionam os bloqueadores e detalhou as dificuldades inerentes a equipamentos desse tipo, inclusive relativas às novas tecnologias como 4G e wi-fi. Conforme ele, a partir da orientação das operadoras e da Anatel, é possível substituí-los por tecnologias mais modernas e remanejar os que estão em uso para unidades que estão afastadas da área urbana, tonando-se mais eficazes.

De acordo com os representantes das operadoras, a evolução da tecnologia é muito rápida e  a iniciativa da Agepen de envolver as empresas no processo de busca por soluções é inédita no País. Uma das saídas apontadas foram o mapeamento e bloqueio de linhas de telefonia móveis identificadas dentro dos presídios. “Será uma opção interessante, desde que o processo não seja demorado”, pontuou Stropa.

Segundo o diretor-presidente da Agepen, ficou definido que a instituição providenciará um projeto definido indicando suas pretensões e o encaminhará para avaliação das operadoras.

Esse foi primeiro encontro com a participação de representantes das operadoras Oi, Tim, Claro e Vivo. Outras duas reuniões anteriores foram realizadas entre a Agepen e a Anatel.

Veja Também
Poder Judiciário se mobiliza na 9ª Semana pela Paz em Casa
Corumbá inicia segunda campanha de vacinação contra raiva
Decoração na Cidade do Natal vai valorizar família
Na Capital, 400 mil ainda não cadastraram digitais
Escola de Miranda abandonada há 24 anos é reformada
Sexta, 17 de Novembro de 2017 - 12h39Continuam as obras e os serviços da CCR MSVia na BR-163/MS Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Prazo para renovação do Fies termina na próxima segunda-feira
Família protesta após condenação
Mais de 1,5 milhão de pessoas farão o Encceja neste domingo
Sexta, 17 de Novembro de 2017 - 06h59Capital terá mínima de 24° Dia tem muita possibilidade de ocorrência de chuva
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento