Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Meio ambiente

PMA autua dono de rancho em R$ 5 mil

Obra foi construída degradando matas ciliares do rio Aquidauana

5 Nov2016Da redação09h22

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Campo Grande realizava fiscalização no rio Aquidauana, no município de Anastácio, e localizou ontem (4) à tarde, uma degradação das matas ciliares do rio (área de preservação permanente – APP), para ampliação de construção de um rancho pesqueiro e moradia. 

A área tratava-se de uma invasão e o infrator que já havia sido autuado pela PMA por construir na área protegida e responde na justiça, ampliava a área construída a 20 metros da margem do rio, continuando a degradação da área de preservação permanente (mata ciliar) que deveria ser preservada em 100 metros de distância no local. A atividade fora realizada sem autorização ambiental. 

As atividades foram interditadas e o infrator, de 70 anos, residente no local, foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de um a três anos de detenção. O autuado foi notificado a apresentar junto ao órgão ambiental um plano de recuperação da área degradada (PRADE). 

Veja Também

Sitiante é autuado por manter macaco-prego em cativeiro
Anvisa suspende venda de fraldas Huggies Turma da Mônica
Colisão frontal mata duas pessoas em rodovia
Simted rejeita proposta feita pela prefeitura de Corumbá
Governo do Estado promove 113 PMs a sargento
Campanha do Agasalho do Judiciário é prorrogada até o dia 10 de julho
Castração de gatos no CCZ deverá ser agendada presencialmente
Empresário sugere proibição de fogos de artifício com ruído
Deficientes poderão ser isentos de taxa de inscrição em concursos
Projetos proíbem cursos de graduação a distância na área da saúde