Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Pescado

PMA prende e autua turistas paranaenses

Grupo estava com 80 kg de pescado e 52 kg de carne de jacaré

5 Out2016Da redação11h35

Na operação Pré-piracema, Policiais Militares Ambientais de Jardim, que trabalham realizavam fiscalização ambiental ontem (4) à tarde, na BR 060, no município de guia Lopes da Laguna, quando vistoriaram um ônibus, onde estava um grupo de 40 turistas paranaenses e verificaram que havia 80 kg de pescado de diversas espécies, fora das medidas permitidas por Lei e com sinais de captura por rede de pesca, petrecho proibido. Além do pescado ilegal foram encontrados 52 kg de carne de jacaré, produto de caça ilegal.

Cinco turistas assumiram serem proprietários do pescado e da carne ilegais. Os peixes teriam sido capturados e os jacarés abatidos no rio Paraguai, no município de Porto Murtinho. Como a cota de captura para cada pescador amador é de 10 kg mais um exemplar e cinco exemplares de piranhas, o pescado também estava acima da cota permitida por lei, o que também é crime.

O veículo, o pescado, a carne ilegal e os petrechos de pesca foram apreendidos. Os infratores, de 65, 56, 42, 35 e 39 anos, todos residentes em Curitiba (PR), receberam voz de prisão e foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Guia Lopes da Laguna, onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de transporte de pescado e de produto de caça ilegais e saíram depois de pagamento de fiança. A pena para o transporte do pescado é de um a três anos de detenção e para a carne de jacaré é de seis meses a um ano de detenção.

Os turistas também foram autuados administrativamente e receberam multas perfazendo um total de R$ 30.400,00. O pescado, será doado para instituições filantrópicas depois de periciado.

Veja Também

Sitiante é autuado por manter macaco-prego em cativeiro
Anvisa suspende venda de fraldas Huggies Turma da Mônica
Colisão frontal mata duas pessoas em rodovia
Simted rejeita proposta feita pela prefeitura de Corumbá
Governo do Estado promove 113 PMs a sargento
Campanha do Agasalho do Judiciário é prorrogada até o dia 10 de julho
Castração de gatos no CCZ deverá ser agendada presencialmente
Empresário sugere proibição de fogos de artifício com ruído
Deficientes poderão ser isentos de taxa de inscrição em concursos
Projetos proíbem cursos de graduação a distância na área da saúde