Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Reconhecimento

Aluno da rede estadual é aprovado em medicina na Universidade Federal do Paraná

Atualmente o aluno está em busca de apoio financeiro que subsidie a compra de material didático e mudança para o município de Toledo (PR)

7 Fev2017Da redação08h59

O aluno da Escola Estadual Waldemir Barros da Silva das Moreninhas,  Ériky Fernandes, aprovado no curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná, foi recebido na última semana pela secretária de Estado de Educação, Maria Cecilia Amendola da Motta e pelo secretário-adjunto, Josimário Teotônio Derbli da Silva, para receber os cumprimentos pela conquista.

Com 18 anos, Ériky Fernandes – que já havia passado para o curso de Jornalismo aos 16 anos, conta que decidiu se tornar médico ao assistir a um comercial do programa “Médico sem Fronteiras”, na TV aberta. “Eu queria fazer muitas coisas, como jornalismo, mas depois que vi a propaganda da ONG eu tive certeza que queria fazer aquilo”, destacou.

A persistência foi uma grande aliada de Ériky na busca por seu objetivo, alcançado na segunda tentativa: “No terceiro ano eu via os alunos de escolas particulares estudando período integral e fiquei bem nervoso. Então eu procurei um cursinho e fiquei assim: de manhã a escola, à tarde estudava em casa e à noite ia para o cursinho. Fui assim até janeiro, quando tentei Medicina na UFGD, mas não passei. Só que eu fui bem então resolvi estudar mais um ano. No ano passado eu estudava o dia inteiro e frequentava o cursinho à noite. Chegava, dormia e no outro dia começava tudo de novo. Até que passei”, resumiu.  

Em período integral: “muitos amigos meus têm que trabalhar. Eu me sinto privilegiado por não ter que trabalhar e poder passar o dia inteiro estudando”. Para os alunos de escola pública que estão tentando uma vaga na Universidade, Ériky dá uma dica: Meu conselho é aproveitar ao máximo os professores que são muito bons. Eu não conheço nenhum professor ruim de escola pública”, enfatizou.  

Atualmente o aluno está em busca de apoio financeiro que subsidie a compra de material didático e mudança para  o município de Toledo (PR), prevista para agosto.  Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato por meio de sua página no Facebook.

Veja Também

Lei que dá desconto no IPTU a quem instalar câmeras é promulgada
Parque da Capital é fiscalizado após denúncia popular
Canditados já podem conferir se tiveram ou não isenção no Enem
Em Três Lagoas, artesãos serão cadastrados e receberão carteirinha
OAB-MS acionará CNJ contra obrigação de digitalizar processos
Vale Universidade Indígena convoca pré-habilitados para nova etapa
Governo premiará servidores que desenvolvem boas práticas no serviço público
Economia Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado Valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o microempreendedor individual
Moringa pode purificar a água e ainda combater a desnutrição pelo mundo
Secretário fala de ações do Estado para reforçar a segurança na fronteira