Menu
21 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner CCR-MS Via
Saúde

Águas apresenta tecnologias em saneamento em evento internacional

Professores, técnicos e acadêmicos do Brasil, Chile, Malásia e África do Sul se reuniram na concessionária

13 Jan2018Da redação13h19

O encontro de encerramento da 1ª Escola de Mecânica dos Fluídos Ambiental no Brasil aconteceu nesta sexta-feira (12) na Águas Guariroba. Professores, técnicos e acadêmicos do Brasil, Chile, Malásia e África do Sul se reuniram na concessionária para uma visita técnica e conheceram de perto a aplicação da mecânica de fluídos ambiental ao saneamento. Esta é a segunda vez que a Escola acontece na América Latina e a primeira vez no país. O evento foi promovido pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

De acordo com o professor Fabio Veríssimo Gonçalves, da UFMS, o que os participantes acompanharam na Águas Guariroba, com apresentação de palestra e exposição do Centro de Controle Operacional (CCO), traz na prática muito da bagagem teórica que é desenvolvido na academia. “Isso que a gente viu hoje na concessionária, sobre o controle de perdas, a preocupação e manutenção do sistema operacional e o conceito básico do movimento da água nas tubulações é o que desenvolvemos em projetos na universidade”, comenta.

A Escola de Mecânica dos Fluídos Ambiental trouxe para Campo Grande os maiores expoentes do assunto no Brasil e no mundo para dar um curso que pudesse melhorar o entendimento sobre o princípio básico da hidráulica. “Para nós é importantíssimo porque é um tipo de escola que acontece há alguns anos na Europa. É a segunda vez na América Latina, a primeira vez no Brasil. É importante ressaltar que a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul teve uma força substancial de trazer cursos tão importantes para cá”, pontua. Seguindo o modelo das Escolas já realizadas pela Associação Internacional de Engenharia e Pesquisa Hidro Ambiental (IAHR), o curso combina teoria, experimentos e aplicações, envolvendo aulas teóricas, aulas de campo e visitas técnicas.

Para o professor Veríssimo, a parceria entre universidade e Águas Guariroba proporciona inovação além da academia. “Muito do que a gente estuda precisamos, em vários momentos, de dados reais para que nossos modelos matemáticos sejam mais robustos e que posteriormente a gente possa colocar isso para a sociedade ou para as empresas. Então a parceria com a Águas é exatamente isso: ter o contato com os dados reais para que a gente possa modelar corretamente os nossos cálculos matemáticos e depois entregar um produto ou um sistema computacional ou um novo sistema de tratamento ou coisa parecida e com uma maior confiabilidade e realidade”, comentou.

Veja Também

Ação pela Paz terá serviços gratuitos na praça Belmar Fidalgo
Três Lagoas promete maior rigor contra descarte irregular de lixo
UFMS faz campanha divertida pela preservação de livros
Samu de Dourados alerta para ‘fake news’ sobre emprego
Corumbá oferece 150 exames de mamografia para livre demanda até dia 31
UFGD repudia símbolo nazista em cartaz da universidade
Alunos da Reme premiados em concurso de educação ambiental
Cartilha do Jovem Cinsumidor ganha 2ª edição
Anvisa aprova novos tratamentos contra o câncer
Estudo relaciona 12% das mortes por câncer de mama ao sedentarismo