Menu
21 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Infraestrutura

Agesul conclui desvio em ponte interditada e libera tráfego na MS-325

Agência havia interditado parcialmente o acesso para veículos acima de duas toneladas

13 Set2019Da redação18h58

A Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) concluiu e liberou para o tráfego pesado o desvio implantado sobre uma vazante no km 20 da rodovia MS-325, no Pantanal do Nabileque, ao Sul de Corumbá. A agência havia interditado parcialmente o acesso para veículos acima de duas toneladas sobre a ponte de madeira existente no local, a qual sofreu danos em sua estrutura de sustentação.

O chefe da 8ª Residência da Agesul, em Corumbá, Luiz Mário Anache, divulgou comunicado informando que o tráfego foi restabelecido no trecho, que fica localizado entra a BR-262 (Morro do Azeite) e a ferrovia Malha Oeste, na região conhecida como Carandazal. A MS-325 é uma rodovia de 65 km que interliga os pantanais da Nhecolândia e Nabileque e ao entroncamento com a MS-243 (Guaicurus-Fazenda Jatobá).

Conforme laudo da Agesul, a ponte de madeira apresentou avarias nas vigas e caixão de aterro da cabeceira, provavelmente em consequência da travessia de caminhões com carga acima da capacidade de sua estrutura. A agência montou uma força-tarefa para implantar o desvio e iniciará nesta sexta-feira (13) a reconstrução da base estrutural da travessia. O serviço será concluído em cinco dias.

Veja Também

Cooperativa Sicredi inaugura nova agência em Nioaque
MS será o primeiro a universalizar tratamento sanitário, anuncia governador
Combate aéreo e terrestre tenta extinguir fogo na Caiman
Sessão solene comemora o Dia de Cultura de Paz na segunda
Energisa realiza ações de manejo no Dia da Árvore na Capital
Menina de 8 anos morre vítima de bala perdida no Complexo do Alemão
Parque da Capital poderá receber piscina olímpica
Blitz do Balanço Geral MS agita Centro da Capital
Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 38 milhões
PMA autua pecuaristas em R$ 318 mil por desmatamentos ilegais