Campo Grande •22 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Rota das Estações - Primavera

Mariel Coelho, em especial para o Diário Digital | Terça, 12 de Setembro de 2017 - 18h42Agentes bradam por reajuste em frente à governadoriaServidores querem aumento salarial e melhores condições de trabalho

  
Agentes penitenciários protestaram nesta terça-feira; paralisação não está descartada (Foto: Marco Miatelo)
  • Agentes penitenciários protestaram nesta terça-feira; paralisação não está descartada
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Com faixas e apitos cerca de 150 agentes penitenciários realizaram um protesto na tarde desta terça-feira, dia 12, em frente à governadoria, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. Eles pediram reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária do Estado do Mato Grosso do Sul (SINSAP) André Luiz Santiago disse que eles se reuniram em uma assembleia nesta terça-feira, onde foi discutido a reajuste salarial. “A categoria não acha adequado o reajuste de 2,94%. É muito pouco pra quem vem sofrendo ataques constantemente”, defendeu Santiago.

Santiago ainda resalta as ações criminosas que foram decretadas em Coxim e Jardim por grupos criminosos. “Isso fora a lista de cinco servidores que estão corrrendo risco de vida”, enfatizou Santiago.

Os agentes reclamam também que parte do acordo feito com o governo não está sendo comprido. Na quarta-feira, dia 13, os servidores irão levar até a governadoria as pautas elencadas na assembleia desta terça-feira, para o governador Reinaldo Azambuja. Caso não tenham alguma resposta uma nova assembleia será realizada e uma paralisação do sistema prisional não está descartada.

Atualmente cerca de 1,600 servidores estão trabalhando para atender 16 mil detentos no Estado. O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária determina que seja 1 agente para cada 5 detentos. Santiago conta que isso não é cumprido. “Hoje estamos trabalhando com um agente para cada 66 presos, sendo que temos um dos piores presídios dando problemas, que é o de Corumbá, tudo isso por falta de estrutura”, finalizou o presidente.

Veja Também
Cassems cadastra 200 colaboradores como doadores de Medula Óssea
'Paz no trânsito', pede vereador atropelado na Capital
Joesley e Wesley Batista são indiciados pela PF por suspeita de crime financeiro
No dia do Cão Idoso, universidade oferece serviços gratuitos em shopping
Vizinhos apagam fogo em residência na Capital
Vandalizadas, capivaras deixarão pontos turísticos
Ações arrecadam brinquedos para crianças carentes
Sicredi Centro-Sul MS irá sortear 26 viagens para associados
Agentes penitenciários se aperfeiçoam em técnicas de imobilização
Alvorada e Rede MS distribuem mudas nativas na Praça Ary Coelho
Square Noticias UCDB
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento