Campo Grande •20 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Mariel Coelho, em especial para o Diário Digital | Terça, 12 de Setembro de 2017 - 18h42Agentes bradam por reajuste em frente à governadoriaServidores querem aumento salarial e melhores condições de trabalho

  
Agentes penitenciários protestaram nesta terça-feira; paralisação não está descartada (Foto: Marco Miatelo)
  • Agentes penitenciários protestaram nesta terça-feira; paralisação não está descartada
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Com faixas e apitos cerca de 150 agentes penitenciários realizaram um protesto na tarde desta terça-feira, dia 12, em frente à governadoria, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. Eles pediram reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária do Estado do Mato Grosso do Sul (SINSAP) André Luiz Santiago disse que eles se reuniram em uma assembleia nesta terça-feira, onde foi discutido a reajuste salarial. “A categoria não acha adequado o reajuste de 2,94%. É muito pouco pra quem vem sofrendo ataques constantemente”, defendeu Santiago.

Santiago ainda resalta as ações criminosas que foram decretadas em Coxim e Jardim por grupos criminosos. “Isso fora a lista de cinco servidores que estão corrrendo risco de vida”, enfatizou Santiago.

Os agentes reclamam também que parte do acordo feito com o governo não está sendo comprido. Na quarta-feira, dia 13, os servidores irão levar até a governadoria as pautas elencadas na assembleia desta terça-feira, para o governador Reinaldo Azambuja. Caso não tenham alguma resposta uma nova assembleia será realizada e uma paralisação do sistema prisional não está descartada.

Atualmente cerca de 1,600 servidores estão trabalhando para atender 16 mil detentos no Estado. O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária determina que seja 1 agente para cada 5 detentos. Santiago conta que isso não é cumprido. “Hoje estamos trabalhando com um agente para cada 66 presos, sendo que temos um dos piores presídios dando problemas, que é o de Corumbá, tudo isso por falta de estrutura”, finalizou o presidente.

Veja Também
Anvisa aprova novo medicamento para tratar câncer de bexiga
Empresa garimpa talentos em comunidade negra na Capital
TSE lança canal no Twitter para tirar dúvidas do eleitor
Operação combate publicidade irregular em Três Lagoas
Investigação descarta febre amarela em macaco
Prazo para renovação do Fies é prorrogado para 30 de novembro
Audiência debate mobilidade da Av. Bandeirantes e Rua Brilhante
Recapeamento interdita trechos da Avenida Mato Grosso
Segunda, 20 de Novembro de 2017 - 11h20Prefeitura convoca clínicos e especialistas para reforçar atendimentos de urgência Edital de convocação nº 40/2017 foi publicado na edição desta segunda-feira (20)
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento