Campo Grande •23 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital | Quinta, 15 de Setembro de 2016 - 13h35Agências dos Correios já estão com os serviços disponíveisApenas 6 sindicatos optaram por entrar em greve entre eles está o Ceará, Minas Gerais

Entre as principais cláusulas, está o reajuste de 9%, a ser concedido nos percentuais de 6%, em agosto de 2016.
Entre as principais cláusulas, está o reajuste de 9%, a ser concedido nos percentuais de 6%, em agosto de 2016. (Foto: Divulgação)

A decisão foi tomada na quarta-feira, dia 14, por 25 dos 36 sindicatos dos trabalhadores dos Correios que aprovaram a proposta da empresa e decidiram pela não paralisação das atividades. Levantamento feito nesta quinta-feira, dia 15, mostra que 98,6% do efetivo da empresa não aderiram à paralisação, o que corresponde a 114.667 empregados, número apurado por meio de sistema eletrônico de presença. As agências estão abertas e os serviços, inclusive a entrega de Sedex e o Banco Postal, estão disponíveis.

 Os sindicatos que aceitaram a proposta são: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Tocantins, além das cidades de Santos (SP), Bauru (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), Juiz de Fora (MG), Uberaba (MG) e região metropolitana de São Paulo. Outros quatro rejeitaram, mas não entraram em greve: Os sindicatos da Paraíba e dos municípios de Santa Maria (RS), São José do Rio Preto (SP) e Vale do Paraíba (SP) rejeitaram a proposta, mas não estão em greve.

 Das bases sindicais que rejeitaram a proposta, apenas 6 optaram por entrar em greve: Ceará, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

Para garantir a manutenção da prestação dos serviços, os Correios já iniciaram plano de ações que consiste na realização de horas extras e mutirões, apoio de trabalhadores da área administrativa e realocação de empregados.

 O acordo deve ser assinado pelos sindicatos no início da próxima semana. Entre as principais cláusulas, está o reajuste de 9%, a ser concedido nos percentuais de 6%, em agosto de 2016, e 3%, em fevereiro de 2017; reajuste nos benefícios em 8,74%; e a manutenção das demais cláusulas do ACT 2015/2016, inclusive a que trata do plano de saúde.

Veja Também
Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 12h27União pode suspender repasse Para milhares de municípios brasileiros estão em situação irregular
Rio da Prata volta cobrir trilha
Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 06h47Temperatura pode chegar a 31° Possibilidade chuvas isoladas no final da tarde
Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook
Extração de gás de xisto pode trazer prejuízos a MS, alerta MS
Criança encontra dinheiro na rua e entrega à polícia
Utilidades para o gás GLP que você não sabia
Árvore cai em cima de residência no Bairro Caiçara
Cadastro biométrico será suspenso neste fim de semana
Governador anuncia ajuda emergencial a desabrigados
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento