Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Internacional

África do Sul sacrifica 260 mil aves para evitar propagação de gripe aviária

Órgão já havia alertado agricultores sobre a ameaça iminente de gripe aviária

29 Jun2017Agência Brasil15h59

O ministro de Agricultura, Florestas e Pesca da África do Sul, Senzeni Zokwana, anunciou hoje (29) que aproximadamente 260 mil frangos foram sacrificados para evitar a propagação de um surto de gripe aviária detectado em fazendas no nordeste do país. A informação é da agência EFE.

"A nossa equipe de veterinários respondeu rapidamente a esta ameaça. Colocamos as fazendas afetadas em quarentena e as aves foram sacrificadas e os ovos, destruídos. Foram cerca de 260 mil", disse o ministro, citado pela imprensa sul-africana.

Em maio, o órgão alertou os agricultores sobre a ameaça iminente de gripe aviária, quando o vizinho Zimbabué informou sobre seu primeiro caso. Na semana passada, a África do Sul informou de dois casos, um em uma fazenda de frangos em Villiers e outro em uma de ovos em Standerton, ambas no nordeste do país. O Ministério garantiu que não houve mais casos.

"As carnes nas prateleiras são seguras para o consumo, já que passaram pelo processo de inspeção e foram certificadas", disse o ministro Zokwana.

Veja Também

Prefeitura entrega cobertores para famílias carentes da Capital
Seja Digital intensifica agendamentos nos CRAS  a partir de segunda
Entidades de classe defendem Plano Diretor da Capital
Comissão aprova vacinação obrigatória e gratuita contra leishmaniose
Curso orienta sobre alimentação e não desperdício de alimentos
Limpeza em lagoa resulta na retirada de 50 sacos de lixo
Incêndio destrói depósito de recicláveis
Portugal libera uso da maconha para fins medicinais
Médico lança 'Dicionário de Saúde e Segurança do Trabalhador'
Obras e projetos anunciados para a Capital