Menu
16 de outubro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Privatização

Aeroporto Internacional de Corumbá será leiloado

Terminal integra 2º lote de leilões de aeroportos definidos pelo Ministério da Economia

12 Out2019Da redação16h45

O Aeroporto Internacional de Corumbá integra a lista do segundo lote dos aeroportos que irão a leilão e que foram repassados pelo Ministério da Economia para a Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC). A lista contém ao todo 17 aeroportos civis regularizados em todo o país.

Os termos de entrega foram assinados no início desta semana pelo secretário da SPU, Fernando Bispo, e pelo secretário da SAC, Ronei Glanzmann. O estudo foi feito pela Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU/ME).

De acordo com o secretário da SPU, Fernando Bispo, o novo lote que está sendo repassado à SAC, engloba aeroportos de suma importância ao país, incluindo três capitais estaduais, e que serão objeto da próxima rodada de concessões para a administração privada. Antes, no mês de agosto, outros 18 sítios aeroportuários já haviam sido repassados.

Com a medida, a SPU busca auxiliar o desenvolvimento da infraestrutura nacional, ao transferir os aeroportos para a iniciativa privada, onde deverão ser alvo de ações como construção, ampliação, reforma, administração, operação e exploração econômica.

Já o secretário da SAC, Ronei Glanzmann, afirmou que os termos assinados são especialmente importantes do ponto de vista da segurança jurídica, já que a área patrimonial do sítio aeroportuário que está no memorial descritivo dos termos de entrega é o que define o objeto da concessão.

Ele ainda ressalta que o processo é fundamental para que o investidor saiba o tamanho exato da área e as benfeitorias nela inseridas para que possa precificar e fazer propostas para os leilões de maneira correta. O procedimento foi formalizado pelo Edital de Chamamento Público nº 02/2019, no qual a Secretaria Nacional de Aviação Civil – ligada ao Ministério da Infraestrutura – busca projetos para a modelagem das concessões para expansão, exploração e manutenção de aeroportos.

A entrega dos aeroportos é a conclusão de um longo processo de regularização imobiliária desses bens, iniciado nos estados, por meio das Superintendências do Patrimônio da União. Para isso, é realizado o trabalho de identificação e delimitação de áreas da União; atualizados registros e averbações junto a cartórios; além de outros procedimentos operacionais para que os imóveis sejam entregues sem obstáculos ou impedimentos de qualquer espécie.

Áreas transferidas em todo país - As áreas que estão sendo transferidas à SAC estão localizadas nos municípios de Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM), São Mateus (ES), Goiânia (GO), Imperatriz (MA), São Luís (MA), Altamira (PA), Santarém (PA), Petrolina (PE), Parnaíba (PI), Teresina (PI), Foz do Iguaçu (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS), Joinville (SC) e o de Corumbá (MS).

Até o final deste ano, mais dez aeroportos prontos para concessão deverão ser transferidos à SAC, alcançando o total de 45.

Aeroporto Corumbá - Corumbá foi uma das primeiras cidades do interior do Brasil a ser servida pela aviação comercial. Em maio de 1933, um pequeno avião partiu da cidade com destino a Cuiabá (MT), marcando assim o primeiro voo comercial do País a ser pilotado por um brasileiro.

Em 2001, a Infraero inaugurou o novo terminal de passageiros, com saguão principal totalmente climatizado e uma arquitetura inspirada em um dos peixes predominantes da região sul-mato-grossense, o pacu. A área construída é superior a 1,2 milhão de metros quadrados; a pista de pouso e decolagem tem 1.500m x 45m (comprimento atual), habilitada para receber também aeronaves militares, aviação executiva e táxi aéreo.

 

(Com informações: Diário Corumbaense)

Veja Também